sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Não se envolva com outro evangelho


Por Nonato Souza


“Mas, ainda que nós ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema. Assim, como já dissemos, e agora repito, se alguém vos prega evangelho que vá além daquele que recebeste, seja anátema” (Gl 1.8,9).

Ao abraçar a mensagem do Evangelho, esteja certo que se trata de algo suficiente para nós em todas as áreas de nossas vidas.

Alguns não entendendo isto, se tornam entediados pela simplicidade do Evangelho de Cristo e passam a buscar algo mais. Dizem: "Tem que haver algo mais", e começam anunciar um "evangelho" que vai além do que já foi revelado, criando situações embaraçosas onde não existe.

Já no seu tempo Paulo dizia: "Tenho a impressão de que, se alguém aparecer pregando um Jesus diferente do que nós pregamos, em espírito e em mensagem, vocês vão aceitá-lo sem problema. Mas, se vocês aceitam essas celebridades " apostólicas", porque não me aceitam, simples como sou" (2Co 11.4-6).

Paulo falava da simplicidade de sua mensagem de cujo objetivo não se desviava, pois, não buscava promover-se a si mesmo, mas a Cristo.

Vivemos hoje no tempo em que super líderes buscam autopromoção pregando um evangelho caricaturizado pautado em conceitos e doutrinas de homens que nada tem a ver com a mensagem real do Cristo crucificado, poder de Deus e sabedoria de Deus. Este “evangelho” que busca a satisfação do ego humano não trás a mensagem do Evangelho puro e simples, pois, na verdade, é “outro evangelho”.

Cristo é nossa suficiência. "Outro evangelho" não deve ter espaço dentro de nossos arraias. Devemos ter convicção que mesmo se um anjo do céu vier pregar uma mensagem diferente da mensagem pregada pelos profetas e apóstolos seja amaldiçoado. Sim, "se alguém - não importa a reputação ou as credenciais que possua - pregar uma mensagem diferente da que vocês receberam no início, seja amaldiçoado!" (Gl 1.6-9). 


Nesse tempo de tantos falsos ensinos e tanta arrumação humana, fiquemos com a simplicidade do Evangelho de Cristo, custe o que custar.

Pense nisso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário