sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

"Salvai-vos desta geração perversa"

Por Pr. Nonato Souza
“E com muitas outras palavras isto testificava e os exortava, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa” (At 2.40)

O que temos no texto é a conclusão dos acontecimentos do dia de Pentecostes. Depois de ter encerrado seu maravilhoso sermão que culminou com a salvação de quase três mil almas (v. 41), apóstolo Pedro exortava os que o ouviam com outras palavras a que se salvassem desta geração perversa (v. 40).

O vocábulo "perversa" significa literalmente: deformada, aleijada e malígna. O que temos aqui é uma geração de pessoas totalmente envolvida em perversão, rebeldia e depravação. Ora, sabe-se que o mundo em que vivemos é uma geração, aos olhos de Deus, “perversa”. Paulo olha para esta geração e a vê como uma geração de “homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela” (2Tm 3.1-5). Observa-se que Paulo assinala aqui um aumento cada vez maior de iniquidade no mundo, um verdadeiro colapso nos padrões morais e um aumento exorbitante de falsos mestres, falsos crentes e falsas igrejas, isto no contexto do reino de Deus.

Os tempos são verdadeiramente trabalhosos. Isto é enfatizado com bastante veemência pela Palavra de Deus. Estamos cercados por ofertas carnais e malignas que nos vem de todos os lados. São verdadeiros manjares que nos são oferecidos por Satanás e suas hostes, diuturnamente. Advertência aos santos é: “salvai-vos desta geração perversa”.

A responsabilidade é pessoal e nunca deve ser negligenciada ou deixada para segundo plano. O escritor aos hebreus corrobora com este sentimento e nos exorta a estarmos atentos: “Como escaparemos nós, se atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram” (Hb 2.3). Arrependimento sincero motivado pelo Espírito Santo é necessário se queremos escapar desta geração perversa. A Igreja deve continuar a clamar com voz forte: “Salvai-vos”.

Salvai-vos de que?

Desta geração perversa. “E com muitas outras palavras isto testificava e os exortava, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa” (At 2.40).


Do pecado. “Esta é uma palavra fiel e digna de toda aceitação: que Cristo veio ao mundo para salvar os pecadores dos quais eu sou o principal” (1Tm 1.15).


Desta geração adúltera. “Mas ele lhes respondeu e disse: Uma geração má e adúltera pede um sinal, porém não se lhe dará outro sinal, senão o do profeta Jonas” (Mt 12.39).


Desta geração conformada com este século. “E não vos conformeis com este século, mais transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm 12.2). “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele” (1Jo 2.15; e mais Tg 4.4).

Salvar-se como?

Crendo no Senhor Jesus. “E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e tua casa” (At 16.31). “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida” (Jo 5.24).


Arrependendo-se dos seus pecados. “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham, assim, os tempos de refrigério pela presença do Senhor” (At 3.19).

Porque salvar-se desta geração?

Porque o pecado entrou no mundo. “Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, ...” (Rm 5.12).


Para não sermos condenados. “Portanto, agora, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o espírito” (Rm 8.1). “Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado” (Mc 16.16).


Para alcançarmos vida eterna. “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar e a destruir; e vim para que tenham vida e a tenham com abundância” (Jo 10.9,10).

Meus irmãos, concluo enfatizando sobre a necessidade que temos de abandonar toda sorte de perversidade e estarmos sempre unidos com Cristo. Empregar esforço é necessário para nos distanciarmos ainda desta sociedade corrompida. As palavras de Jesus são atuais. “Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão” (Lc 13.24). Apóstolo Paulo conclama: “Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio duma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo” (Fp 2.15).


Nenhum comentário:

Postar um comentário