quinta-feira, 31 de março de 2011

DEUS É PODEROSO PARA FAZER TUDO



“Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, a esse glória na igreja, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre. Amém!” (Ef 3.20).

O texto acima é uma belíssima passagem bíblica. Ao ler o versículo, fui tocado profundamente embora já o tenha lido em diversas ocasiões. Em minha meditação, a referida passagem falou forte ao meu coração.

Deus é poderoso, não havendo, portanto, limites para Ele. Paulo sabendo disso irrompe numa maravilhosa doxologia, impactado por aquilo que haveria de ser realizado no seio da igreja através de Jesus Cristo. Para ele, o que havia declarado em sua oração era algo extraordinário, grande em extremo, parece até ter declarado algo além do necessário (16-19). Porém, sua convicção o levava ao entendimento que o evangelho de poder por ele anunciado, ia além do que estava ao alcance da mente humana, atingia a esfera do sobrenatural, ultrapassando, portanto, toda e qualquer imaginação. Paulo conhecia o evangelho pelo qual foi alcançado, evangelho este, que declara as obras de Deus, obras de poder.

Deus pode tudo, esta era a convicção e conhecimento do apóstolo. Ele chega a declarar e descrever este poder divino, como capaz de cumprir tão grandes feitos que ultrapassa tudo quanto pedimos ou pensamos.

Os homens têm tendência natural de querer limitar a ação de Deus. Isso se dar, tanto no âmbito da igreja como em sua própria vida particular. Ora, Deus não conhece limites, Ele pode fazer tudo (Mt 19.26). Este fato se deu com Abraão, nosso pai na fé: “Sendo, pois, Abrão de noventa e nove anos, apareceu o Senhor a Abrão e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda na minha presença e sê perfeito” (Gn 17.1). Ora, este homem sendo já de noventa anos e Sarai, sua mulher, já tendo há muito ultrapassado a idade de ter filhos, vinte e quatro anos depois de lhe ter feito promessa lhe aparece novamente o Senhor Todo-Poderoso para lhe afirmar que para ele nada é impossível. Deus, lhe diz que como Todo-Poderoso, podia cumprir plenamente a promessa a ele feita.

O profeta Jeremias nos diz: “Eis que eu sou o Senhor, o Deus de toda carne. Acaso, seria qualquer coisa maravilhosa demais para mim?” (Jr 32.27). Tudo quanto Deus desejar fazer mediante suas promessas, Ele fará. Precisamos tão somente confiar, ainda que não saibamos como se sucederá, tudo, na verdade, terá o seu cumprimento no tempo determinado por Deus.

Buscar o Senhor é determinação da própria Palavra: “ Clama a mim, e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes, que não sabes” (Jr 33.3. O Deus Eterno, é poderoso para fazer tudo. E, mais, “pode fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera”.

O rei Salomão, em sua oração, lhe pediu coração sábio para julgar o seu povo e prudentemente
pudesse discernir entre o bem e o mal. Deus lhe deu muito mais, o texto bíblico nos diz: “Eis que fiz segundo as tuas palavras, eis que te dei um coração tão sábio e entendido, que antes de ti teu igual não houve, e depois de ti teu igual se não levantará. E também até o que não pediste te dei, assim riquezas como glória; que não haja teu igual entre os reis, por todos os teus dias” (1Rs 3.12,13; grifo nosso).

Para os salvos em Cristo, diz apóstolo Paulo: “Mas, como está escrito: as coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem são as que Deus preparou para os que o amam” (1Co 2.9).

Deus deseja realizar coisas grandes na vida dos santos. Ele está em busca de alguém que deseja colocar-se na brecha com objetivo de ser usado. Deus não usa organizações, não usa máquinas, Deus usa homens, homens cheios do Espírito Santo, homens disposto a uma entrega total. Deus pode, e quer operar em nós, através de nós, poderosamente. Na Bíblia, vamos encontrar as coisas pequenas sendo valorizadas: vara, pães, peixes, pedras, queixada de jumento, etc. Deus não despreza o dia das coisas pequenas (Zc 4.10). Ainda que para muitos, você e a obra que realizas, não seja de importância significante, para Deus porém, é de um quilate excelente, pois toda obra no poder do Espírito Santo jamais poderá ser considerada insignificante.

Concluo dizendo, que Cristo é glorificado na Igreja pela presença maravilhosa do Espírito Santo. Somos sabedores que toda glória pertence a Deus, “Tua é, Senhor, a magnificência, e o poder, a honra, e a vitória, e a magestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu é, Senhor, o reino, e tu te exaltaste sobre todos como chefe” (1Cr 29.11), e que essa glória é repartida com Cristo (Jo 17), que é glorificado na igreja. Paulo diz: “Para que o nome de nosso Senhor Jesus Cristo seja em vos glorificado, e vós nele, segundo a graça de nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo” (2Ts 1.12). Portanto, entendemos, quando Paulo exalta a pessoa de Deus através de Jesus Cristo por causa das operações que se realizavam na Igreja através dos salvos (Ef 3.21). Ao Senhor Jesus seja a glória para sempre! Amém.

Pr. Nonato Souza.

Um comentário:

  1. em primeiro lugar quero saudar todos com a paz de JESUS CRISTO e agradecer porque e muito bom aprender cada ves mais com a palavra de DEUS eu tomo posse das palavras que foi me enviada neste blog obrigada um abraço a todos .

    ResponderExcluir