sábado, 11 de julho de 2009

FALEMOS A VERDADE


O texto de efésios 6.14, enfatiza que o crente deve está envolvido com a verdade. “Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade” (Ef 6.14).
Um guerreiro dos tempos antigos era cingido com uma cinta de couro, que tinha a finalidade de segurar a túnica do soldado para que esta permanecesse presa durante a luta, ajudando também a proteger o corpo e mantendo a espada em seu lugar. Na luta espiritual a verdade também compõe com extraordinária precisão a armadura de Deus. Na guerra espiritual devemos está cingidos pela verdade no falar e no comportamento. A falsidade ou a falta de integridade expõe o crente diretamente ao inimigo. “Quando o soldado cristão se cinge com a verdade, no sentido paulino, ele se apropria da Palavra pela fé. Isto dá segurança, estabilidade e determinação a sua vida e ações. Assim, ele não só tem sabedoria e entendimento, mas também vive em verdade” (Beacon). O crente, pertence à verdade. Nós somos povo da verdade (Ex 18.21); somos salvos pela verdade (Jo 14.6), e gerados pela palavra da verdade (Tg 1.18). Todo cristão compromissado com a Palavra de Deus tem sua vida dominada pela verdade, anda na verdade e fala a verdade (3Jo v.4; Ef 4.25). Em contraste com a verdade está a mentira, acerca da qual a Bíblia diz que: a) é proibida (Lv 19.11; Cl 3.9); b) é odiada por Deus (Pv 6.16-19); c) é abominável para Deus (Pv 12.22); d) é um obstáculo à oração (Is 59.2,3); e) o diabo é seu pai (Jo 8.54); f) o diabo é excitador da mesma (1Rs 22.22); g) os santos a odeiam (Sl 119.163; Pv 13.5). Como tem sido difícil para os cristãos sinceros nestes últimos dias! Uma verdadeira guerra pela verdade tem sido desencadeada dentro das igrejas por aqueles que prezam pela verdadeira doutrina e ensinamentos cristãos. Alguns aventureiros têm surgido por ai pregando heresias de perdição, contaminando às nossas igrejas, e o que me trás admiração é que, são recebidos em nossos púlpitos como verdadeiros heróis, enquanto solapam a fé dos santos. A mentira está em voga em nossos dias, crentes em geral, pregadores e cantores que deveriam falar cantar as verdades de Deus, falam testemunhos mentirosos, pensando estarem com isso, galgando algo de bem para suas vidas. É bom que esses tais saibam, que o Senhor da Igreja um dia os chamará a prestar contas de todas as suas ações (Jr 17.10; 32.19). Viver, andar e falar a verdade deve ser o lema de todo aquele que almeja chegar ao céu. Leia e medite no Salmo 15,1-5. Que o Senhor no ajude.
Pr. Nonato Souza.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

FORTALECE-TE NO SENHOR


“No demais irmãos meu, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder”. Fortalecer-se, tornar-se forte. Não se trata simplesmente de fortalecimento físico ou fortalecimento intelectual, mas fortalecimento na força do poder de Deus (Ef 6.10). A nossa vida está repleta de grandes batalhas, e porque não dizer fraquezas, batalha esta, que na se deve lutar com armas materiais, físicas ou carnais, mas sim espirituais, é preciso está cheio do poder de Deus. O que na verdade precisamos não é da aquisição de novas forças, mas do usufruto da força que já possuímos em Cristo Jesus, sim isto mesmo, usarmos a força que já possuímos em Cristo Jesus. Ser forte “no Senhor” indica que a fonte da nossa força está em nosso relacionamento com Cristo. A força é dele, e torna-se a nossa força pela fé. Cristo é a fortaleza do seu povo. Ser forte é um dever do povo de Deus. Podemos ter uma confiança forte, esperança forte, perseverança forte, amor forte, isto se estivermos firmados nele. Quando Paulo, o apóstolo clamou a Deus sobre um “espinho” (entende-se um problema que enfrentava) que lhe atormentava, a resposta de Deus foi: “a minha graça te basta”. A graça de Deus é na verdade o amor de Deus em ação é o dom do fortalecimento de Deus para o crente, além de ser a força de Deus dada ao homem para socorro em tempo presente. Queridos, quando vermos as nossas forças se esvaindo, quando não suportamos mais os problemas, lutas, fraquezas, etc, vamos sempre ouvir a voz de Deus dizendo: “a minha graça te basta”. O poder de Deus sempre se aperfeiçoa na fraqueza. Alguém já disse que “é na forja da fraqueza que a força é trabalhada até ficar perfeita”. Somos dependentes da força de Deus para vencermos, pois a sua força é aperfeiçoada na nossa incapacidade humana. É bom que fiquemos com a recomendação divina que diz: “Fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder". Pr. Nonato Souza.