quinta-feira, 4 de junho de 2015

A IGREJA PASSARÁ PELO PERÍODO TRIBULACIONAL?


Por Nonato Souza

Porque naquele dia haverá uma aflição tal, qual nunca houve desde o princípio da criação que Deus criou, até agora, nem jamais haverá (Mateus 13.19).


Estou certo que o iminente retorno do Senhor Jesus para arrebatar sua Igreja está agora mais perto do que quando no princípio cremos no evangelho. Temos a promessa da iminente volta do Senhor Jesus para tirar os santos desta terra antes do período tribulacional.

O texto bíblico enfatiza que a humanidade  estar prestes a passar por um período de Tribulação, mas Cristo Jesus querendo livrar aqueles que  aceitaram a sua palavra irá arrebatá-los deste mundo antes que qualquer mal lhes  aconteça. Esta é a promessa de Cristo através  do apostolo  Paulo,  livrar os seus  escolhidos  da  ira futura (ITs 1:10). 

Assim  como  Deus arrebatou a Enoque livrando-o dos horrores do dilúvio,  irá livrar a igreja deste período horrendo que se abaterá sobre a terra.

A Tribulação será um período de sofrimento, de proporções ainda desconhecida, que se abaterá sobre o mundo (Ap 7.14), tendo início logo após o arrebatamento da Igreja, especificamente após a assinatura do acordo que o Anticristo fará com Israel. Ninguém imagina um período, que embora breve, trará um sofrimento sem precedentes na história de toda a raça humana. A Bíblia, porém, especifica com clareza de detalhes as aflições desse período. As devastações que Deus desencadeará sobre este mundo durante o período da Grande tribulação serão inimagináveis. Os julgamentos parecerão infindáveis para os que forem apanhados por este acontecimento.

Este será um evento tão terrível que nenhum outro acontecimento, com a exceção da Segunda Vinda de Cristo, é mencionado com tanta freqüência na Bíblia. A Palavra de Deus diz acerca desse tempo: “Aquele dia é um dia de indignação, dia de angústia, e dia de alvoroço e desolação, dia de trevas e escuridão, dia de nuvens e densas trevas” (Sf 1.15).

O período da Tribulacão terá duração de sete anos conforme se pode depreender do texto do profeta Daniel 9.27, com objetivo de provar Israel e os gentios, além de desestabilizar o império do Anticristo. Não é possível identificar biblicamente a Igreja dentro do período tribulacional. Israel, e não a Igreja está identificado com o período de sete anos da Tribulação, bem como os ímpios de todo o mundo.

Temos garantias no texto bíblico que o arrebatamento da Igreja ocorrerá antes da tribulacão. A passagem bíblica de Apocalipse 3.10, e outras similares, tanto do Antigo com do Novo Testamento indicam que a Igreja do Senhor não passará pela Grande Tribulação. Paulo afirma que neste período de Tribulação, a Igreja já não estará na terra. “Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós para que, quer vigiemos ou durmamos, vivamos em união com ele” (1Ts 5.9,10), e mais: “[...] e esperar dos céus a seu Filho, a quem ressuscitou dos mortos, a saber Jesus, que nos livra da ira futura” (1Ts 1.10). Estes textos, que mostram com clareza sobre a Tribulação ou “ira vindoura” corroboram com o que registra João em Apocalipse 3.10. “Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra”. 

Somos admoestados claramente a esperar o Senhor Jesus, que como já citamos acima, nos livrará da ira futura. Nosso objetivo como Igreja é esperar o Senhor Jesus Cristo e não a Grande Tribulação; pelo menos é o que nos ensina as Sagradas Escrituras. Assim como Noé achou graça aos olhos do Senhor e foi salvo do dilúvio antes da Grande Tribulação (Gn.6:8,13,17-22), o mesmo havendo se dado com relação a Ló e sua família, por ocasião do juízo de Sodoma e de Gomorra, quando Deus promoveu a sua saída com toda sua família antes que viesse a destruição, de igual modo, a Igreja também será salva da ira que se derramará sobre este mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário