terça-feira, 28 de agosto de 2012

AD Brasília na QNO 06 realiza culto em ação de graças pelo aniversário do pastor Nonato Souza

Em clima de alegria, Assembleia de Deus de Brasília reuniu-se para celebrar ao Senhor pela passagem do aniversário do pastor Nonato Souza.

O referido evento deu-se no dia 27 de agosto de 2012, no templo da AD Brasília – Setor “O”. Foram momentos de gratidão a Deus por mais um ano de vida.

Com a presença de vários pastores, familiares e amigos, tivemos momentos gratificantes de louvor a Deus que trouxe alegria e profundo gozo ao coração dos presentes.

Pastor Nonato Souza teceu palavras de gratidão a Deus, sobretudo, por ser autor de sua vida e por graça dispensada para continuar firme. Tributou ao Senhor honras e glória pelos benefícios recebidos. Agradeceu à sua esposa, Elinete Portela, filhas, neto e demais membros da família pelo apoio, carinho, dedicação ao Reino de Reino.

Agradeceu ao pastor Orcival Xavier, presidente da AD Brasília, representado pelo pastor Levimar Farias, Manoel Xavier, coordenador do Setor II, Otaviano Miguel, coordenador Setor III pelo apoio, confiança, amizade e companheirismo. Fez menção ainda aos pastores Edinaldo Santos, vice-presidente da ABE (Associação Beneficente Evangélica) e demais pastores presentes.

Por fim agradeceu à igreja local, por desfrutar de comunhão com a mesma, além, do cuidado que tem recebido por parte da referida igreja. Agradeceu a todos.

O evento teve o seu encerramento com uma belíssima recepção, onde todos se alegraram com o aniversariante e família.

Fotos:














segunda-feira, 20 de agosto de 2012

A Igreja está cheia de hipócritas?

por R.C. Sproul

Há 30 anos, meu colega e amigo íntimo Archie Parrish, que naquela época liderava o programa de Evangelismo Explosivo (EE) em Fort Lauderdale, veio até mim com um pedido. Ele percebeu que, nas centenas de visitas evangelísticas feitas pelas equipes do EE, havia um registro das respostas que as pessoas davam nas discussões sobre o Evangelho. Eles coletaram as questões e objeções mais frequentes que as pessoas levantavam sobre a fé cristã, e agrupou essas perguntas ou questionamentos nas 10 mais frequentemente feitas.

Dr. Parrish perguntou se eu poderia escrever um livro respondendo a essas objeções, para ser usado em sua missão. Esse esforço resultou no meu livro Objections Answered, agora entitulado Reason to Believe.

Entre as 10 objeções mais levantadas estava a objeção de que a igreja está cheia de hipócritas. Naquela época, o Dr. D. James Kennedy a respondeu dizendo: “Bem, sempre há lugar pra mais um”. Ele alertou as pessoas que, caso encontrassem uma igreja perfeita, elas não deveriam congregá-la, pois isso a estragaria.

O termo hipócrita vem do mundo do teatro grego. Era usado para descrever as máscaras que os atores usavam ao dramatizar certos papéis. Ainda hoje, o teatro é simbolizado pelas máscaras gêmeas da comédia e da tragédia. Na antiguidade, certos atores atuavam em mais de um papel, e eles identificavam seu personagem ao segurar uma máscara em frente ao rosto. Essa é a origem do conceito de hipocrisia.

Mas a acusação de que a igreja está cheia de hipócritas é claramente falsa. Embora nenhum cristão alcance a medida perfeita da santificação nesta vida, e que nós todos lutemos com o pecado constantemente, isto não justifica o veredito de hipocrisia. Um hipócrita é alguém que faz coisas que ele afirma não fazer.

Observadores externos da igreja cristã veem pessoas que professam ser cristãs e veem que elas pecam. Uma vez que veem o pecado na vida dos cristãos, se apressam em julgar que, portanto, esses cristãos são hipócritas. Se uma pessoa diz não ter pecado e então se mostra pecadora, certamente essa pessoa é hipócrita. Mas o simples fato de um cristão demonstrar que é pecador não o condena como hipócrita.

Essa lógica invertida funciona mais ou menos assim: Todos os hipócritas são pecadores. João é um pecador; portanto, João é um hipócrita. Qualquer pessoa que conheça as leis da lógica sabe que esse silogismo não é válido. Mas se simplesmente mudarmos a acusação de “a igreja está cheia de hipócritas” para “a igreja está cheia de pecadores”, aí seríamos rápidos em nos declarar culpados. A igreja é a única instituição que eu conheço que exige o reconhecimento de ser pecador para alguém tornar-se membro. A igreja está cheia de pecadores porque a igreja é o lugar onde pecadores que confessam seus pecados encontram redenção de seus pecados. Então, neste sentido, simplesmente porque a igreja está cheia de pecadores não se justifica a conclusão de que ela está cheia de hipócritas. Novamente: toda hipocrisia é pecado, mas nem todo pecado é o pecado da hipocrisia.

Quando observamos o problema da hipocrisia na época do Novo Testamento, vemos mais claramente expresso nas vidas daqueles que clamavam ser mais justos. Os fariseus eram um grupo de pessoas que, por definição, se enxergavam como separados da pecaminosidade normal das massas. Eles começaram bem, procurando uma vida de piedade e submissão devotadas à Lei do Senhor. Entretanto, quando seu comportamento falhou em alcançar seus ideais, eles começaram a abraçar o fingimento. Eles fingiam que eram mais justos do que eles eram. Usavam uma fachada externa de justiça, o que servia simplesmente para mascarar a corrupção radical de suas vidas.

Embora a igreja não esteja cheia de hipócritas, não há dúvidas de que a hipocrisia é um pecado que não está limitado ou restrito aos fariseus do Novo Testamento. É um pecado que os cristãos devem combater.

Um alto padrão de comportamento reto e espiritual foi proposto para a igreja. Nós frequentemente somos envergonhados por nossas falhas em alcançar esses objetivos altos, e somos inclinados a fingir que alcançamos um ponto mais alto de justiça do que realmente conseguimos. Quando fazemos isso, colocamos a máscara de hipócrita e estamos debaixo do julgamento de Deus sobre esse pecado em particular. Quando nos encontramos enrascados neste tipo de fingimento, um alarme deve tocar em nossas mentes, a fim de que corramos de volta para a cruz e para Cristo, e entendamos onde nossa verdadeira justiça reside. Devemos encontrar em Cristo não uma máscara que esconde nossa face, mas um verdadeiro guarda-roupas, que são a Sua justiça. De fato, é somente debaixo da veste que é a justiça de Cristo, recebida pela fé, que qualquer um de nós pode ter esperança de permanecer diante de um Deus santo. Vestir pela fé os trajes de Cristo não é um ato de hipocrisia. É um ato de redenção.

Traduzido por Josaías Jr

Fonte: iprodigo

quinta-feira, 9 de agosto de 2012


Uma família feliz: Sonho ou Realidade?

hapiness-couple
Por Nonato Souza, do blog Desafiando Limites.
“Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor. Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo” (Colossenses 3.20,21).
Sabe-se que uma família compreende marido, esposa e filhos. Usualmente chama-se de lar a casa que abriga uma família. Em termos de unidade, a família é a junção de todas as pessoas presentes, vivendo sob o mesmo teto, proteção ou dependência do dono da casa ou chefe da família. Na intimidade do lar, se comunicam, se amam, e se ajudam reciprocamente. Enfim vivem, crescem e se desenvolvem.
Todas as coisas existentes neste mundo tendem a passar com o tempo, acabam tendo o seu prazo de validade vencido. As organizações humanas, por mais sólidas que pareçam ser, tendem a se desestruturar com o passar dos anos. Isso é fato. A família, no entanto, foi estabelecida por Deus para permanecer unida e unida vencer as intempéries da vida.
Se o que se busca hoje é alcançar famílias bem estruturadas, construídas em bases sólidas, em meio a este mundo que se desintegra moralmente e cada instante, então é interessante que se busque o bom relacionamento entre os pais. A vida regular dos pais baseada em princípios bíblicos refletirá na vida de seus filhos, o que certamente trará a edificação de uma família sólida e que permanecerá unida e equilibrada, ainda que diante das maiores adversidades e dificuldades existentes.
Ora, sabe-se que a Palavra de Deus é o manual de elevadas regras e normas para educação e relacionamento dos filhos com seus respectivos pais e vice-versa. Através dos seus ensinos, pode-se viver de modo digno de Deus. Também sabemos que é prudente ter todo cuidado quando se trata de exageros no trato e relacionamento familiar, e as orientações bíblicas nos dão o norte para chegarmos ao porto seguro.
happy-family
Vivendo um bom relacionamento – pais e filhos.
Amizade sólida entre pais e filhos será sempre de extrema importante na formação da personalidade do indivíduo. O amor e respeito no lar ajudarão na obediência dos filhos aos pais, fortalecendo a relação cristã tão necessária e agradável ao Senhor. Em se tratando de relação entre pais e filhos, é importante que se diga que quando cada um agrada o outro, ambos agradam a Deus e cada um agrada a Deus quando busca o bem dos outros.
Certamente, os pais evidenciam amor aos filhos quando não lhes provocam a ira através de atos injustos, egoístas e violentos. Não lhes negando desejos sadios dentro daquilo que a situação financeira da família suporta, bem como não buscar os próprios interesses, em detrimento do desenvolvimento dos filhos. As ações equivocadas dos pais, neste quesito, poderão comprometer o futuro dos filhos.
Outro grave problema que se vê no relacionamento familiar é quando pais se comportam excessivamente permissivos no trato com seus filhos, especialmente quando crianças. Pais excessivamente permissivos dão aos filhos tudo que desejam, o que os leva a se transformarem em verdadeiros tiranos mirins, habituados desde a infância a dominar tudo e desrespeitar a todos. A disciplina recomendada pela Palavra de Deus está sempre ausente sem jamais ser aplicada (Pv 23.13; 23.23).
Ora, sabe-se que o verdadeiro amor jamais isenta a disciplina. Dar à criança o que ela precisa e o que lhe traz proveito e estímulo, ensinando-lhe o que é justo e proveitoso, despertará nela senso de integridade e responsabilidade, elemento indispensável na formação do caráter dos filhos hoje. E é responsabilidade dos pais cristãos criar os filhos no caminho do Senhor (Pv 9.9; 22.6), alimentando-os com a Palavra de Deus desde a infância até a maturidade. O termo está relacionado com “nutrir”, “tratar com carinho”, educando-os em tudo que concorre para o desenvolvimento moral do mesmo.
Aos pais compete admoestar, instruindo e advertindo os filhos contra tudo que sejam ações irregulares, avisando-os e ou censurando-os em todos os aspectos do ensino-aprendizagem, o que produzirá na criança consciência do que fazer positivamente e o que rejeitar em quaisquer situações. Uma criança bem instruída saberá, no tempo certo, tomar decisões acertadas para seu próprio bem. Observa-se com frequência repreensões feitas de forma brusca, ignorante e sem nenhum esclarecimento, o que causa muito prejuízo na relação, além de causar confusão, perplexidade e até irritação.
Os pais poderão expressar verdadeiro amor aos filhos ao permitirem ou restringirem, encorajarem ou repreenderem, quando agirem sabiamente, fazendo o necessário para a formação do caráter dos filhos. Pais devem ensinar seus filhos ao orientá-los a fugir das paixões deste mundo presente, refugiando-se em Deus, objetivando guardar sua vida espiritual e construir um caráter sólido e virtuoso.
familia-unida
Vivendo um bom relacionamento – filhos e pais
Observe que bela recomendação bíblica: “Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa” (Ef 6.2).
O texto é enfático em recomendar aos filhos o dever de honrar seus pais, e estar estritamente relacionado com o versículo primeiro que é uma clara indicação do apóstolo Paulo de que a obediência dos filhos honra os pais. É certo que, concernente à obediência, “não basta a prontidão em obedecer; tem de haver a obediência efetiva para que apareça a honra aos pais” (Beacon, vl 09. CPAD).
Filhos efetivamente obedientes aos seus pais passam a desfrutar das bênçãos de prosperidade e longevidade, segundo a Palavra do Senhor (Ef 6.3). A Bíblia cita exemplos de filhos que foram abençoados por Deus por saberem honrar seus pais. José, filho de Jacó e ainda Davi, o rei de Israel, filho de Jessé, são exemplos claros. Veja os textos:
“Apressai-vos, e subi a meu pai, e dizei-lhe: Assim tem dito o teu filho José:
Deus me tem posto por senhor em toda a terra do Egito; desce a mim, e não te demores;

E habitarás na terra de Gósen, e estarás perto de mim, tu e os teus filhos, e os filhos dos teus filhos, e as tuas ovelhas, e as tuas vacas, e tudo o que tens.
E ali te sustentarei, porque ainda haverá cinco anos de fome, para que não pereças de pobreza, tu e tua casa, e tudo o que tens.
E eis que vossos olhos, e os olhos de meu irmão Benjamim, vêem que é minha boca que vos fala.
E fazei saber a meu pai toda a minha glória no Egito, e tudo o que tendes visto, e apressai-vos a fazer descer meu pai para cá.
E lançou-se ao pescoço de Benjamim seu irmão, e chorou; e Benjamim chorou também ao seu pescoço.
E beijou a todos os seus irmãos, e chorou sobre eles; e depois seus irmãos falaram com ele.” (Gênesis 45:9-15).
“Então tomou Jessé um jumento carregado de pão, e um odre de vinho, e um cabrito, e enviou-os a Saul pela mão de Davi, seu filho.
Assim Davi veio a Saul, e esteve perante ele, e o amou muito, e foi seu pajem de armas.
Então Saul mandou dizer a Jessé: Deixa estar a Davi perante mim, pois achou graça em meus olhos.
E sucedia que, quando o espírito mau da parte de Deus vinha sobre Saul, Davi tomava a harpa, e a tocava com a sua mão; então Saul sentia alívio, e se achava melhor, e o espírito mau se retirava dele.” (1 Samuel 16:20-23).
É claro que temos, também, exemplos de filhos que foram incapazes de dar a devida honra a seus pais, sendo por isso, amaldiçoados. Um exemplo é Cão, filho de Noé, que zombou de seu pai (Gênesis 9.20-25). Filhos que honram seus pais vivem sempre buscando agradá-los. Querem sempre corresponder com gestos e atitudes seu afeto natural e reconhecimento por tudo o que por eles foi feito. Demonstram por eles confiança em seus bons e aguçados propósitos, submetem-se aos mesmos confiantemente, e ajudam em suas necessidades.
Por que não deveriam fazer assim? Afinal, não foram os pais que, muitas vezes, sacrificando tudo o que tem, lutaram muito para dar um melhor futuro para os filhos, objetivando uma melhor condição de vida aos mesmos? O filho sábio estará sempre alegrando o coração de seu pai. Em Provérbios esse sentimento é registrado: “O filho sábio alegra a seu pai, mas o filho insensato é a tristeza de sua mãe.” (Provérbios 10:1).
Que pai não se sente gratificado ao ver seus filhos se destacarem e se tornarem célebres na vida profissional, social e, sobretudo, na vida espiritual? Não são, porventura, bem aventurados os filhos que poupam seus pais de vexames, aflições, desmoralizações, quando se comportam dignamente, alegrando o coração de seu pai querido?
O bom filho sempre procurará respeitar e obedecer seus pais, pois esta é, sem sombra de dúvida, a melhor forma de dizer “obrigado” aos pais por seu amor, zelo e cuidado. Volto ao exemplo de José, filho de Jacó, quando foi capaz de socorrer sua família, incluindo seu pai, que sofria os dissabores de uma terrível fome, quando era ele governador do Egito, onde havia abundância de víveres. Está aqui, um exemplo de filho bondoso e que honrava seu pai.
Por outro lado, temos no texto sagrado, a triste cena de um filho ingrato, cujo pai foi obrigado a fugir de seu filho que tentava tirar-lhe a vida e usurpar-lhe o reino (2 Samuel 15.14). Filho ingrato!
Concluo o assunto dizendo que a família poderá ser uma fonte de irritação, se cada membro viver para si, e satisfação dos seus prazeres egoístas. Se, porém, pais e filhos, buscarem a excelência das Escrituras Sagradas, o padrão divino mais elevado para a vida cristã e o necessário ajustamento, a família se tornará uma fonte de prazer, alegria e satisfação, onde todos poderão viver felizes, debaixo das bênçãos do Senhor.
decisao-dois-caminhos
Agora, cabe a você decidir como será a sua família: com ou sem a bênção de Deus.
O pastor Nonato Souza escreve no blog Semeando Boas Novas, e agora também colabora no Desafiando Limites.

sábado, 4 de agosto de 2012

9 razões para persistir quando as coisas insistem em dar errado

Por Wallace do blog Desafiando Limites
desânimo-perseverança 
         como dar a volta por cima?

9 razões para persistir quando as coisas insistem em dar errado

Perseverança, Motivação e Aprendizado: Como Vencer as Dificuldades em Momentos de Crise

Eu estava meditando, já há alguns dias, que precisava escrever novamente sobre motivação. Apesar de gostar de escrever sobre vários assuntos, a motivação é algo que me traz muito prazer em escrever. Uma coisa que os leitores não devem fazer idéia ou ter noção é que nós que escrevemos… ops, não conheço outros que escrevem sobre motivação para falar em seu nome… Reformulando: eu que escrevo sobre motivação também tenho meus momentos “down“, pra baixo. Inclusive, fim do ano e começo deste (2011) foi um ano em que praticamente desisti de viver, perdi o prazer de viver. Sim, é verdade, passei por isso, e olha que não é a primeira vez que sofro disso.
Mas, calma, não quis me suicidar, nada disso, apenas achei que a vida tinha perdido o sentido ou que ela não tinha mais atrativos para mim. Não é estranho isso? Tenho uma esposa maravilhosa, trabalho no órgão que queria, num cargo cobiçado e desejado, meu ambiente de trabalho é agradável, mas… pra mim, nada disso parecia ser relevante. Você já experimentou a sensação [desagradável] de gostar de uma comida e, de repente, ela perder o sabor, como se o gosto dela sumisse? Pois é, pois foi, aconteceu comigo.
Certa feita, conversando com um colega que é professor de cursinho, bem requisitado e bem conceituado, comentei que estava meio desanimado. Então ele olhou pra mim com certo espanto (se não foi, fingiu bem) e soltou a bomba: “mas como uma pessoa que escreve sobre motivação pode ficar desmotivado?”. De fato, a pergunta dele me pegou em cheio, mas… respondi: “e como vou escrever sobre como vencer o desânimo e a desmotivação se eu não passo por isso, pra saber como é?”. Xeque, chefe. Ele concordou, e eu fiquei pensando: será que sou minha própria cobaia de meus textos? Talvez sim.
Sequência do processo:
fracasso tem situações que só Deus…
decepção > frustração > desânimo > depressão > desistência >>> morte
Mas, lendo o texto seguinte, hoje, Deus iluminou minha mente para mudar esse quadro, e vou lhe dizer algo que pode mudar o quadro de sua vida. Sabe, às vezes nos esquecemos ou fazemos questão de negligenciar, mas as derrotas são ótimas professoras. Duvida? Então leia e, se não mudar mesmo, pode deixar sua crítica.
Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado [1]; mas uma coisa faço [2], e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam [3], e avançando [4] para as que estão diante de mim [5], Prossigo para o alvo [6], pelo prêmio [7] da soberana vocação [8] de Deus em Cristo Jesus [9]. (ênfases minhas)
preguiça-motivação levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima

1. Insatisfação com o comodismo

Quando Paulo afirma que julga ainda não ter alcançado aquilo que ele poderia e que deveria alcançar, eu fico a pensar o que estava lhe faltando, tirante os problemas e perseguições, que lhe eram constantes. Afinal, ele era um gigante espiritual, e já poderia dizer que havia chegado ao topo, ao auge. Esse é o problema: quando achamos que chegamos ao nosso máximo, estamos abrindo espaço para que o desânimo faça guarida em nossa vida.
Para que nossa vida continue crescendo, precisamos desenvolver uma salutar insatisfação contra a mediocridade e o comodismo. Eu me lembro que após ver que havia passado no concurso do DNIT, em 2006, sem estudar tanto o que deveria e que podia, vi-me, ali, descobrindo que poderia ir mais longe, que era possível atingir um outro nível, se eu me esforçasse mais. A partir dali, não sosseguei até atingir meu potencial, até chegar ao ponto de dizer: dei meu máximo, fiz o que pude. Tem um verso na Bíblia que diz: “faça conforme as tuas forças“, e isso significa que Deus não exige de você além daquilo que você é capaz. Mas, também quer dizer que Ele não fica satisfeito quando você fica acomodado e aquém do que pode alcançar.
Enquanto você estiver enredado no canto da sereia do comodismo, você nunca vai chegar ao seu destino, nunca será aquilo que alguém lhe disse um dia, que você tinha um futuro brilhante e promissor. É momento de levantar a cabeça e sacudir essa poeira da acomodação e partir para um novo desafio, independentemente do que você espera – ou não – encontrar pela frente.
Justamente por não me acomodar é que passei, depois disso, no concurso de Administrador do Estado de Mato Grosso, analista administrativo da Advocacia-geral da União, Tribunal Regional Federal 1ª Região, Ministério Público da União e, por fim, analista da Controladoria-geral da União. E se eu tivesse me acomodado, jamais saberia que poderia ir mais longe. E você, está pronto para tentar mais uma vez?

2. Planejar é bom, mas executar é essencial

Preste atenção no que Paulo disse: “uma coisa faço“. Existe uma frase que diz muito com poucas palavras: “quem falha em planejar, planeja para falhar“. É verdade. Mas, ficar só no planejamento, só no projeto, também não leva a lugar algum. Muitas pessoas são capazes de fazer grandes projetos, mas incapazes de colocá-los em prática, e se frustram do mesmo jeito. Você deve conhecer pessoas craques em planejar, em fazer projetos lindos e maravilhosos, mas na hora de tirar do papel… é só frustração e decepção. Eu não sei porque as pessoas são assim, só sei que EU não quero ser assim.
Eu já escrevi sobre como planejar de forma adequada um projeto para passar em um concurso público, mas de nada adianta colocar no papel, mas deixá-lo lá, ou seja, não tirar do papel, é apenas iludir-se. Quando eu pensava nisso para escrever, pensei exatamente isso: estou colocando minhas idéias no blog justamente para você tirá-las do papel. Captou, né? risos
sonhos-aprendizado-escada o céu é o limite de nossos sonhos

3. Superação dos reveses passados

É muito provável que você já tenha passado por isso: ficar prostrado e abatido por conta de situações de seu passado que deixaram marcas e feridas, não é mesmo?Todos enfrentamos situações que nos marcam e, às vezes, as marcas são mais profundas do que desejaríamos que fossem e temos coragem de admitir. Até aí, tudo bem, tudo normal. O problema é quando deixamos que essas coisas atrapalhem nossas vidas e emperrem nossos sonhos.
É muito comum encontrar pessoas que carregam fardos do passado e deixaram crescer raízes de amargura em suas vidas. Essas raízes, que têm sua origem no passado, amarram nosso presente e comprometem nossos projetos futuros. Solução? Pare de sofrer por causa de seu passado! A frase de Paulo “esquecendo-me das coisas que para trás ficam” é a deixa para olhar para o futuro, viver o presente e deixar o que ficou no passado para trás. Não se engane, guardar amargura só fará com que seu presente se torne insosso e seu futuro seja menos doce. Por que ficar carregando um fardo sem necessidade?

4. Não pare no meio do caminho

A frase que contém a palavra avançando também merece atenção. Agora que você já deve estar convencido a deixar o passado para trás, não fique parado, não senhor! É momento de avançar, porque é pra frente que se anda, e seus alvos, ah… seus alvos! Onde estão eles? Claro, estão em sua frente, certo? E o que você deve fazer para alcançá-los? Avançar.
Compreendeu o que acabei de dizer? Não basta parar de olhar no retrovisor da vida, com medo de ser alcançado por seus medos e temores, como se estivesse sendo perseguido por um sabujo (cão farejador), você tem que aproveitar o fato de estar economizando suas energias, que eram antes canalizadas para esconder-se dos fracassos pretéritos, e investi-las na conquista daquilo que realmente importa: seu projeto de vida futuro. Você já ouviu falar de alguém que atingisse seus objetivos parando no meio do caminho?
alvo Jesus não perca o Alvo de vista

5. Não perca o foco

Sabe quais são os principais motivos de fracasso? São a falta e a perda de foco. A falta de foco é o que ocorre quando você NÃO tem foco, ou seja, não sabe bem ainda o que quer. Já a perda de foco é quando você  sabe o que quer, mas se deixa levar  pelas circunstâncias e acaba por desviar de seu objetivo ou colocá-lo em segundo plano. Ambas as coisas são ruins, e não sei dizer qual é a pior.
Quando Paulo disse que avançava, ele não o fazia sem rumo certo, pelo contrário, ele tinha uma direção a seguir: para frente. E como ele sabia que deveria ir em frente? Porque ele via, diante de si, aquilo que ele deveria atingir. Você sabia que, muitas vezes, as coisas estão bem diante de nossos olhos, bem “debaixo de nosso nariz” e não conseguimos vê-las? Nesses momentos, é necessário contarmos com o apoio de alguém de fora que venha a nos ajudar a recuperar a calma, olhar sem afobação e assim podermos enxergar a saída. Se você quiser ser um vencedor, mesmo que a torcida esteja apostando em seu fracasso, não perder o foco é primordial.

6. Defina, de forma realista, seus alvos e metas a serem atingidas

Como administrador (formado, não atuante), já estudei alguma coisa sobre o poder das metas, e sei que uma pessoa sem metas é alguém que qualquer caminho serve, já que ela não sabe onde quer chegar. E isso é muito importante para que não se perca o foco, afinal, como permanecer focado sem um alvo fixo e uma meta estabelecida? Não tem como.
Todavia, a definição das metas deve obedecer a alguns parâmetros, senão isso pode ser um fator de desmotivação, ao invés de motivação. Estranho, não é mesmo, que meta possa vir a ser desestimulante? Pois é, mas converse com vendedores em fim de mês, com gerentes de banco e outros profissionais que 
morrem
 vivem de bater (ou não) metas! Sinta o drama.
Mas, pra você cair nessa armadilha, trace suas metas assim: objetivamente, realisticamente, satisfatoriamente e respeitando suas limitações, de modo que não sejam inatingíveis. Fazendo assim, você, ao se esforçar ao máximo, poderá até se dar ao luxo de superá-las! De outra feita, ficará frustrado ao não atingi-las. Você tem metas? Elas obedecem aos parâmetros citados?

7. Visualize a recompensa prometida

O que vou dizer agora não é unanimidade entre os motivadores. Aliás, nem posso me considerar um motivador: não dou palestras, não ganho dinheiro com isso e não tenho fama e prestígio (sem bem que prefiro Chokito… risos). Em suma, o que vou dizer pode ser – ou não – útil pra você. Avalie e faça uso por sua própria conta e risco.
Já vi muitos concurseiros experientes dizerem que você pode colocar a cópia de um contracheque do cargo que você quer ocupar, o carro que você quer comprar, a viagem que você almeja fazer, etc., na sua frente enquanto estuda. Não nego que isso é uma motivação a mais, e acrescento: comece a se ver fazendo aquilo que você está projetando conquistar, para que, nos momentos de incerteza, você possa olhar para frente e dizer a si mesmo: não vou desistir, eu tenho um sonho.
Acabei de dizer aos meus alunos adolescentes da escola dominical: os irmãos de José ficaram com inveja porque ele sonhou coisas da terra, e logo depois ele sonhou com as coisas do céu. Quer saber? Sonhe mais alto, sonhe mais longe, sonhe mais, seja ousado. Quando decidi que queria trabalhar na Controladoria-geral da União, agendei um dia e fui conversar com um rapaz que trabalhava lá e a quem admirava. Ao chegar e cumprimentá-lo, fui olhando como era o local de trabalho e disse na bucha: “no próximo concurso pode me esperar, porque eu vou vir trabalhar aqui!”. E é onde estou hoje.
Tive um professor (também pastor) português que nos contou um pouco de sua história. Ele disse que foi em uma faculdade fazer a entrevista para ingresso (vestibular de lá) e a entrevistadora fez as perguntas de praxe e lhe questionou o que ele fazia e tal. Ele respondeu que era pastor evangélico. Ela então disse: “por que você está aqui? nós não temos interesse em pastores sendo nossos alunos!”. Sabe o que ele pensou? “Bem, se eles não me querem como aluno, quem sabe como professor?”. E ele estava no Brasil justamente para ministrar aulas por aquela faculdade que o rejeitou como aluno.
E você, tem recuado diante das críticas e palavras desanimadoras que ouve? Que tal sonhar mais alto, ou já desistiu de seus sonhos?
perseverança-colaboração você também tem um chamado?

8. Descubra sua vocação, invista e insista nela

Uma das críticas que sempre faço aos que querem estudar para passar em um bom concurso é que não devem olhar apenas para o salário, mas para o conjunto. Não se pode isolar um elemento de seu contexto natural e querer que as coisas funcionem como se estivessem desligadas umas das outras. Uma atividade a ser desempenhada é semelhante a comprar um carro: o carro pode ser ótimo, mas se assistência técnica e peças for deficiente, você está com uma dor-de-cabeça nas mãos.
Assim, é preciso que, antes de tudo, você descubra aquilo que você gosta e se sente apto a fazer com qualidade e satisfação, sabendo que todo aquele esforço deve trazer recompensa e gratificação, e não desilusão e insatisfação. Depois que você descobrir sua vocação, aquilo que você realmente quer na vida, é momento de investir nela, de buscar trazer à realidade aquilo que existe apenas em sua mente. Mas, descobrir e investir em sua vocação nem sempre são suficientes para que o sucesso torne-se real: às vezes, é preciso insistir em sua vocação.
Sabe, as dificuldades também são um filtro para nos mostrar se estamos mesmo convictos daquilo que queremos para nossa vida. São as dificuldades que vão nos mostrar o quanto queremos, de fato, algo. Já passei por várias situações assim, e me lembro de uma em especial, quando estava pensando em desistir, mas levantei a cabeça no último instante e disse a mim mesmo: eu vou até o fim, dê o que der, haja o que houver, não vou desistir. Naquele momento, a única coisa que contava era não desistir, não parar. Mas, para minha surpresa, venci. Venci porque não desisti.
Paulo, apesar de ter sofrido horrores, não desistiu, pois fazia aquilo para o qual, literalmente, fora chamado. E você, já descobriu qual é o seu chamado (vocação)?

9. Eleja um modelo para nele se espelhar

Isso é um pouco constrangedor: falar de modelos a serem seguidos. Aqui no Brasil, infelizmente, vemos uma profusão de maus exemplos permeando a política, o governo, a polícia e as lideranças religiosas. Nossos jovens, às vezes, sentem-se perdidos ao procurar um modelo a seguir. Nas favelas, não é raro encontrar as crianças querendo ser bandido ao invés de mocinho, quando crescer. Os exemplos de enriquecimento fácil e ilícito deixam nossos jovens desnorteados, e muitos se perguntam por quê ser honesto e trabalhador se são os bandidos que se dão bem.
Mas, para que você seja uma pessoa bem-sucedida e feliz, seu futuro está atrelado àquilo que você fará no futuro. A história tem comprovado que não basta ser rico e poderoso para ser feliz. Ser feliz é muito mais do que isso e, não raras vezes, muito diferente disso. Escolha um modelo a seguir que lhe dê segurança de que você fez a escolha certa, e que tanto ao final de sua carreira como de sua vida, você olhará para trás e dirá: valeu a pena.
Paulo escolheu Jesus como modelo a seguir e, mesmo tendo vivido uma curta vida de perseguições e tormentos, ele encerrou suas palavras dizendo “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé”. 2 Timóteo 4:7. Logo mais, ele perderia a cabeça, mas não perdeu a esperança. É disso que estou falando, que você faça suas escolhas sabendo que um dia vai olhar para trás e pesar sua existência na balança da vida. Depois que as coisas supérfluas caírem, ainda sobrará alguma coisa de que se orgulhar? Se não, a vida passou, mas você não a viveu como deveria e podia.
Escolha bem o modelo que deseja seguir hoje, porque nesses dias de BBB e de jogadores-problemas, que jogam sua carreira, seu talento e seu futuro na lata do lixo da mídia e da história, você tem muito a perder se fizer as escolhas erradas. É a sua vida que está em jogo, ou você já se esqueceu disso?
concentrado escolha bem seu modelo

Conclusão

Um dia, vai chegar sua oportunidade, vai chegar sua vez. Não é preciso ter pressa, sabia? A opção é simples: não desistir, mas sim persistir e prosseguir, mesmo que as coisas não estejam saindo do que planejamos ou desejamos. É melhor que a oportunidade, quando chegar, não nos pegue desprevenidos e despreparados, mas prontos para aproveitá-la e saboreá-la.Que tal?
Se você conseguiu chegar até aqui, agradeço seu esforço e pelo a gentileza de deixar um comentário dizendo o que achou ou avaliando o post, clicando em CurtiGostei , +1 ou nasestrelas, a seu critério. E curta nossa página no Facebook: Desafiando Limites!
Que o Senhor te abençoe ricamente.

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Pregador (pregador?) afirma que Jesus possuía uma casa de praia

Por Pastor Nonato Souza

Vi na blogosfera, estou replicando e fazendo breve comentário sobre o assunto.
É de causar espanto o que se ver neste vídeo abaixo. Fiquei perplexo ao ouvir o que diz esse pregador (pregador?). 

Não entendo como muitos ainda entregam os púlpitos de suas igrejas para gente tão irresponsável além de descompromissada com as verdades bíblicas.

O tal pregador (pregador?) afirma que Jesus tinha uma casa de praia. Diz ainda que Jesus conseguiu comprar a casa ajuntando dinheiro, a partir de quando assumiu a carpintaria de seu pai. Meu Deus, quanta heresia!

Como suportar tanta mentira, ensinos errôneos sendo ensinado nos púlpitos das igrejas. O pior é a maneira como o povo aceita essas heresias e ainda aplaudem e se empolgam com esses falsos profetas. É de lamentar.

Senhores; diante do exposto, gostaria de perguntar se não está na hora de dar um basta a estes falsários, adeptos da Teologia da Prosperidade que tentam a todo custo solapar a fé dos santos? Será que ainda não deu prá ver o tamanho do prejuízo que esses elementos e seus falsos ensinos estão causando à Seara do Senhor?

Eles são inescrupulosos, não tem nenhum respeito pela Igreja do Senhor Jesus. Perderam o temor de Deus e vivem única e exclusivamente para si.

É tempo de clamar ao Senhor para que abra os olhos espirituais do seu povo. Paulo tinha toda razão quando disse:

“E rogo-vos, irmão, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles. Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre; e com suaves palavras e lisonjas, enganam o coração dos símplices” (Romanos 16.17,18).


Deus tenha misericórdia do seu povo!

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

PERIGUETE GOSPEL

Piriguete gospel. A moda pegou, elas estão por toda parte.

Por Dani Marques
Há muito se sabe que os homens são atraídos pelo olhar. Não é segredo pra ninguém que um homem consegue se excitar em questão de segundos, basta deslizar os olhos pelas curvas bem distribuídas de uma mulher, estando ela de roupa ou não. Existe uma comparação muito antiga e verdadeira que diz: "os homens são como forno elétrico, “acendem” num piscar de olhos, e as mulheres como forno a lenha, precisam de uma boa dose de carinho, atenção e afeto para que surja a primeira chama." Não, os homens não agem desta forma porque são tarados e maníacos sexuais, mas sim por causa da sua formação neurológica e hormonal. Eles foram criados assim! “Quer dizer então que se o meu marido trabalha com uma periguete vai passar o dia excitado e ardendo em desejo?” Depende. Se vocês tiverem uma vida sexual satisfatória e seu marido for um homem temente a Deus, capaz de controlar seus olhos e pensamentos, um decote ou bumbum bonitinho não causará muito estrago. Mas infelizmente esta não é a realidade da grande maioria dos casamentos. E existe algo que agrava um pouco mais a situação: a maneira como nós, mulheres, nos vestimos. E é sobre este assunto que quero falar.


Está em alta uma nova moda, uma moda que chegou para destruir vidas e relacionamentos. Estou falando do "estilo periguete”. Vamos juntos analisar alguns modelitos:


- Saias abajur de perereca - criada para cobrir nádegas e pelos pubianos, apenas;
- Blusinhas guardanapo - peça produzida para evitar que os mamilos apareçam;
- Vestidinho saída de banho - união das duas peças acima, mas com uma vantagem: cobre o umbigo;
- Peças segunda pele - deixa tudo em relevo, inclusive a cicatriz da cirurgia de apendicite.


O interessante, é que as adeptas a esse estilo não sentem frio. Não sei qual o segredo. Talvez o fogo que vem de dentro. Mas notei que quando a temperatura está abaixo de 10°C, o problema é solucionado com um casaquinho e uma meia arrastão.


“Meu Deus, mas essas moças estão por todos os lados! Será que consigo me refugiar dentro da igreja?” Sinto-lhe informar, mas o estilo periguete já adentrou o mundo gospel. Os modelitos não chegam a ser tão ousados, mas também causam estrago. A moda gospel conta com peças segunda pele, decotes ousados e blusinhas puxa-puxa: uma mão levantada pra louvar e a outra puxando a blusa para evitar que a barriga apareça.


“Ai Dani, mas que exagero!” Não, não estou exagerando. Há uns 2 meses atrás, uma esposa compartilhou comigo que seu marido havia passado todo o período do culto desnorteado. Não conseguiu prestar atenção em uma palavra sequer, por conta de um bumbum bem modelado em uma calça jeans agarrada no banco da frente. Este bumbum pertencia a uma mulher casada e mãe de dois filhos. Escutei também o desabafo de um esposo: “Durante os cânticos da igreja, tenho que permanecer de olhos fechados, por conta dos decotes, calças agarradas e barriguinhas das meninas que cantam no louvor". Não, não os culpo por isso. Lembre-se que um homem “acende” apenas com o toque de um botão, os olhos. E não demora muito para que o pensamento pegue fogo. E se este homem não for tremendamente comprometido com Deus e com sua esposa, um incêndio se inicia. Este incêndio se alastra lentamente, levando consigo a paz do seu casamento.


Mulheres, estamos levando os homens ao adultério com nosso modo de vestir! “Mas eu lhes digo: Qualquer que olhar para uma mulher e deseja-la, já cometeu adultério com ela no seu coração” Mateus 5:28. “Mas Dani, os homens deveriam controlar suas mentes e olhos!” Sim, eu creio nisto, mas nós podemos facilitar, e muito, este trabalho. Como? Sendo mais críticas ao analisarmos nossa imagem no espelho. Se você for casada, ao se vestir, pergunte ao seu marido se ele se excitaria ao ver uma mulher vestida desta forma. Preste atenção se a roupa salienta demais o seu bumbum. Se precisar abaixar, os seus seios ficarão a mostra? Se precisar levantar as mãos a barriga vai aparecer? A roupa é tão agarrada que mostra cada uma das suas curvas?


Quando somos sensuais e ousadas no nosso modo de vestir, transmitimos a seguinte mensagem: "É isto que eu sou! Este é o melhor que tenho a oferecer". É como se apertássemos com nossos próprios dedos os “botões de excitar” de todos os homens que passam por nós, casados ou não. Talvez, sem saber, já tenhamos sido motivo de discórdia entre um casal e quem sabe até de uma separação. Isso é realmente triste e trágico! Por outro lado, quando nos vestimos de forma decente e discreta, fazemos com que as pessoas enxerguem em nós qualidades que provavelmente ficariam ocultas atrás de um belo decote.


O diabo trabalha duro para te fazer acreditar que terá toda a sua carência emocional suprida se exibir o seu corpo com uma boa dose de sensualidade. É bem provável que até consiga se sentir querida e desejada por um período de tempo, mas é certo que sairá ferida de qualquer relacionamento que se inicie com esta motivação. Um homem que mostra interesse em uma mulher que expõe seu corpo dessa forma, deseja usufruir de tudo aquilo que tem enchido os seus olhos, mesmo que para isso seja necessário dizer um “eu te amo” ou “você é a mulher da minha vida”. Sim, os crentes também fazem isto. E depois que ele estiver bem satisfeito, vai descartá-la como um simples objeto, afinal, não foi isso que você mostrou ser? Um belo pedaço de carne?


Aos pais, eu digo: não permita que sua filha se exponha desta maneira. Ensine-a a se vestir e se portar como uma dama. Li um relato no livro Educando Meninas, de uma jovem de 16 anos que se vestira indecentemente para sair com seus amigos. Ela passou pelo seu pai, esperando ser barrada, mas ele apenas a abraçou e disse: “Juízo minha filha!” Ela deu um sorrido e saiu desapontada. Confessou ao autor do livro que o seu maior desejo naquele momento era que seu pai a tivesse impedido de sair vestida daquela maneira: “Eu provavelmente iria me chatear e retrucar, mas teria a certeza de que meu pai realmente se importa comigo.” Mulheres que se portam como vadias, atrairão cafajestes. Quer se casar com um cavalheiro? Então porte-se como uma dama!


Aos homens, o próprio Jesus diz: "Os olhos são a candeia do corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo será cheio de luz. Mas se os seus olhos forem maus, todo o seu corpo será cheio de trevas. Portanto, se a luz que está dentro de você são trevas, que tremendas trevas serão!" Mateus 6:22-23. Se uma mulher muito atraente passar por você (pessoalmente, na tv ou internet), não olhe a segunda vez. Quando aprender a dominar os seus olhos, vai perceber que é muito mais fácil controlar o restante do corpo. Mas isso não acontece do dia pra noite. É uma questão de treino. E para isto, te indico um excelente personal trainer, aliás, o melhor deles: Jesus!

Agora falo às meninas e mulheres: Guarde seu corpo, proteja-o. Ele é templo do Espírito Santo de Deus: “Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos? Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o corpo de vocês." 1 Coríntios 6: 19 e 20. Não permita que outros homens roubem com os olhos aquilo que pertence a seu marido (ou futuro marido). Agindo desta forma, você estará preservando a sua saúde emocional, espiritual, o seu casamento (ou futuro casamento) e também o relacionamento de muitas outras pessoas.


De vez em quando, minha filha vê na televisão mulheres com roupas minúsculas, dançando e rebolando. Evitamos expô-la a esse tipo de programa, mas nem sempre é possível, por isso, já conversamos sobre o assunto. Explicamos a ela que o nosso corpo é muito especial, e só deve ser mostrado dessa forma ao nosso cônjuge. O próprio Deus habita em nós, e que Ele se entristece com esse tipo de comportamento. Como posso permitir que outros homens devorem com os olhos aquilo que pertence ao meu marido? Ela entendeu o recado e hoje, não se sente bem quando presencia essas cenas.


Lembre-se: A sua carne deseja as coisas deste mundo, ela vai tentar seduzi-la e arrastá-la: "Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado, e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte." Tiago 1:14-15. O vazio no seu peito e a necessidade de se sentir amada e desejada não pode ser suprida por um homem. Só Deus pode suprir sua carência emocional. Se você não teve um pai que foi amigo, companheiro, seu maior admirador e ao mesmo tempo um exemplo de autoridade, é muito provável que você busque inconscientemente suprir esta falta com os homens que passarem pela sua vida, seduzindo-os através do seu corpo e modo de vestir. Pesquisas comprovam isto. Mas saiba que a única coisa que vai colher é decepção e frustração, pois como diz o versículo, o pecado após ter sido consumado, gera a morte. Morte espiritual.


Deus pode enchê-la de tal forma e fazê-la tão feliz, que a sua busca desesperada chegará ao fim, busque-o! “Se vocês, apesar de serem maus, sabem dar boas coisas aos seus filhos, quanto mais o Pai que está no céu dará o Espírito Santo a quem o pedir!" Lucas 11:13”. "Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração. Eu me deixarei ser encontrado por vocês", diz o Senhor". Jeremias 29:13-14.


Estando cheia do Espírito Santo, você se sentirá bastante incomodada ao utilizar uma peça de roupa indecente. O próprio Deus irá te conduzir a cuidar e preservar o seu corpo, fazendo com que as pessoas sejam atraídas não pelo seu modo de vestir, mas sim pelo(a) seu/sua:


Cheiro: "Mas graças a Deus, que sempre nos conduz vitoriosamente em Cristo e por nosso intermédio exala em todo lugar a fragrância do seu conhecimento, porque para Deus somos o aroma de Cristo entre os que estão sendo salvos e os que estão perecendo". 2 Coríntios 2:14-15 .


Luz: "Disse Jesus: Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida". João 8:12. "Vocês são a luz do mundo. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus". Mateus 5:14 e 16


Vida: "Respondeu Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim." João 14:6. "Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida, quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá". João 11:25


Alimento: "Então Jesus declarou: "Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim nunca terá fome, aquele que crê em mim nunca terá sede". João 6:35


Água: "Jesus respondeu: Quem beber desta água (comum) terá sede outra vez, mas quem beber da Água que eu lhe der nunca mais terá sede. Pelo contrário, a Água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de Água a jorrar para a vida eterna". João 4:13-14




"A beleza de vocês não deve estar nos enfeites exteriores, como cabelos trançados e jóias de ouro ou roupas finas. Pelo contrário, esteja no ser interior, que não perece, beleza demonstrada num espírito dócil e tranqüilo, o que é de grande valor para Deus." 1 Pedro 3:3-4


Não quero com esse texto trazer condenação a ninguém, afinal: "nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito". Romanos 8:1



Eu, assim como vocês, ainda estou aprendendo. Sou apenas uma aluna, talvez uma das piores... Meu desejo é o de aprender para poder ajudar e ensinar a outros. E para isso, conto com o melhor dos professores: "Nós, porém, não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito procedente de Deus, para que entendamos as coisas que Deus nos tem dado gratuitamente. Delas também falamos, não com palavras ensinadas pela sabedoria humana, mas com palavras ensinadas pelo Espírito, interpretando verdades espirituais para os que são espirituais". 1 Coríntios 2:12-13


Te convido a fazer parte desta turma. Hoje!

Fonte: salvemeucasamento