segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Pastor-Trigo e Pastor-Joio

Por Eliseu Antonio Gomes
A intenção é promover a reflexão. A ideia que norteia as coisas que eu escrevo é lutar contra o pecado e não contra o pecador. Assim sendo, não faria sentido citar nomes. Basta tocar no tema para que olhos se abram para a realidade que acontece em muitas igrejas da atualidade.

É importante refletir sobre o andamento das coisas referentes à fé cristã, acho que será sempre pertinente fazer este tipo de abordagem. Escrevo textos assim com o coração entristecido, pode acreditar... Mas sempre estou em volta do tema porque acredito ser importante usar esse espaço com tais alertas.

Pregador-Trigo e Pregador-Joio

Somos sabedores que todos os seres humanos são falhos. No entanto, aquele deseja ser líder na Igreja do Senhor precisa tomar os cuidados para preencher os critérios bíblicos, registrados no Novo Testamento, estabelecidos pelo Espírito aos que têm responsabilidades sobre as ovelhas de Cristo.

É importante reconhecer que ainda existem homens que são pastores evangélicos no sentido estrito do termo. Eles possuem relacionamento íntimo com o rebanho, mantém relação de afeto com as almas. Esse tipo de relacionamento é transformador, preenche a carência humana e é edificante espiritualmente, pois é o mesmo processo que Cristo usou ao caminhar por três anos com os doze discípulos.

O verdadeiro pastor alimenta as suas ovelhas com mensagens inspiradas pelo Espírito Santo, entrega às ovelhas a Palavra de Deus, que sempre cumpre os propósitos do Senhor. Este conteúdo fortalece o rebanho, dando-lhes força para escapar do predador.

Infelizmente, em alguns casos, parece que a chamada ministerial tem sido confundida. Ao invés de ser priorizado a mensagem do Evangelho, muitos pastores aceitam ser rebaixados ao posto de políticos eclesiásticos. Eles não agem como líderes evangélicos, não defendem as ovelhas, defendem as ideias humanas, dogmas, usos e costumes e a expansão geográfica de suas denominações. São pastores omissos, entregam capim seco ao rebanho. Jesus Cristo, Sumo Pastor das ovelhas, cobrará por cada uma das ovelhas desnutridas que pereceram na boca do lobo pela falta de responsabilidade deles.

Experiências ruins são muitas. Alguns cristãos dizem acreditar que a situação de pastores - joios se agravará a medida que a volta do Sumo Pastor se aproxima. Dizem: "O cenário evangélico atual é alienado, está bem distante daquilo que Cristo deseja, com rarissimas exceções." Apesar de haver este cenário sombrio, com muitas pessoas dizendo que há grande alienação, que tudo está bem distante daquilo que Cristo deseja para nós, penso que ainda podemos ficar aliviados pelo fato de que não há generalização de fato. Existe o outro lado da situação também, onde a luz da Palavra ilumuna a caminhada das ovelhas.

Tenho acesso aos depoimentos de cristãos, de liderados, que alegam ter bom relacionamento com seus líderes. Portanto, existem exceções, existem pastores com cheiro de ovelhas, líderes que sentem as dores que as ovelhas sentem e as mantém vivas. Eu prefiro crer que Deus continua conservando servos fiéis, trigo forte em meio ao joio. Eu me alegro por haver pastores assim. Louvo a Deus porque nada está generalizado, embora pareça ser totalmente assim.

A noção que tudo vai mal talvez aconteça pelo fato de haver as programações da televisão. As imagens sofrem potencialização, e o que é local é confundido como geral

As pregações

Quando os pastores fazem sermões repetitivos realmente o culto de torna enfadonho. Para alguns é mais do que insuportável receber alimento requentado. Alguns preletores não se envergonham de usar sermões copiados de outros preletores, enquanto alguns pregadores são prolíxos ao extremo em preleções da própria autoria.

Creio que a falta de mensagens novas poderá ser falta de consagração. Deus sempre fala com o crente que ora. E se este é um pregador, com certeza Deus lhe transmitirá mensagens para pregar às ovelhas de Jesus Cristo.

No entanto, é importante levar em consideração que nem todos conhecem o conteúdo que está sendo pregado repetidamente e repetir não é totalmente um desperdício de tempo.

Quando aquela fase do primeiro amor passa na vida do cristão, então a ovelha precisa caminhar com os próprios pés. Essa é a fase da alimentação sólida. Penso que o membro deve buscar esse alimento, pois só os bebês recebem o alimento na boca.

O cristão deve amadurecer, nunca será normal ser raquítico, viver esperarando as mensagens transmitidas via micrifone da congregação. A Palavra de Deus é ministrada nos púlpitos, mas também pode ser encontrada em livros, sites e blogs...

O cristão precisa tomar a iniciativa de orar pedindo que o Senhor fale com ele diretamente, usar a leitura bíblica e esperar aprender através dela, pois existe este contato direto entre o Criador e a criatura.

Ovelha triste

Não devemos procurar uma denominação evangélica perfeita, pois ela não existe.

O Novo Testamento nos mostra que o Espírito distribuiu dons na Igreja para a edificação dos santos. Estas capacitações espirituais não são privilégios exclusivos para pastores, os dons são para todos. Então, prossigamos sempre firmes na fé, independente do pastor ser joio ou trigo. É importante que as ovelhas de Cristo façma a sua parte, pois quem crê se guia por fé e não por sentimentos e circunstâncias.

Na minha opinião, quem se sente desanimado jamais deve deixar de congregar. Precisa estar à postos, intercedendo sempre. É importante que cada um de nós oremos pelos pastores. Precisamos orar pedindo ao Senhor que envie e conserve verdadeiros servos na sua seara, tão carente, não de pão desta terra , mas do genuíno alimento que fortaleça o espírito dos cristãos, para que assim as almas continuem firmada na rocha e jamais sejam levada por ventos de doutrina ou abandono.

É sempre bom saber que existem pessoas ocupadas orando para que Deus mantenha pregadores compromissados com o Evangelho. Sejamos esses intercessores!

Fonte: ubeblogs

Um comentário:

  1. A Paz do Senhor...
    Tristemente vamos vendo o confirmar da Palavra de Deus, muitos tem se escondido atrás do título, título este, muitasvezes, conseguido de forma vergonhosa. Deus, para aprendizado nosso, permitiu que acompanhasse de perto, a forma vergonhosa como muitos tem levado o seu nome em benefício próprio. Parte de minhas angústias, nasce desse cenário ou contexto no qual estamos testemunhando. Muito me alegra a alma, quando por vezes Deus coloca diante de nós homens que se mantem firmes, defensores de seu evangelho genuíno e de sua sã doutrina. É desejo do meu coração que ELE levante e multiplique pregadores corajosos de sua Palavra, converta os corações daqueles que foram levantados para apascentar o seu rebanho. Temos aprendido que esperar somente do Pastor é esperar muito, quando a igreja também entende e cumpre o seu dever, orar e interceder pelos pastores, o Espírito é convidado a operar. Muitas vezes estamos a repetir friamente: "Não devemos nos assentar à roda dos escarnecedores", mas, nos sentamos em nossas próprias rodas, em meio a nossos irmãos, e ficamos a crucificar alguns pastores, que ainda são homens fiéis, mas, por serem falhos e imperfeitos, vacilam diante das tentações que constantemente lhes acometem. Poucos são os que dobram seus joelhos diante de Deus e intercedem. Ora, se orarmos uns pelos outros, a unidade pelo Espírito será gerada em nossos corações. Se a igreja interceder pelo Pastor, certamente seu coração abrigará melhor o Espírito, e pelo Espírito ele apascentará melhor o rebanho, terá boa palavra, discernimento e ousadia. Temos aprendido que é tamanha a responsabilidade de pastorear vidas, muitos pastores entram em depressão, sacrificam muitas vezes, o relacionamento com a família, por dedicarem tempo ao serviço do Senhor. Quanto aos pastores "joio", aprendi que deve-se manter uma certa distância, deixando a cabo de Deus, julgá-lo, não é fácil enfrentar um homem investido de poder e com certa influência, se Deus não estiver à frente nos dando o respaldo, pela nossa carne perderemos o cambate. Acredito sinceramente que Deus separa remanescentes, por isso não desacredito do evangelho, por isso ainda tenho sonhos e metas acerca da obra e do reino de Deus. Ainda que por muitas turbulências já tenha passado, mas, não somos deste mundo, e ele não ama por isso. Fortaleça o Senhor os teus ombros, e faça cada dia mais da tua boca instrumento dele. Até que Cristo volte, proclamemos a sua Palavra, e oremos uns pelos outros. E o Senhor a seu tempo separará, o joio do trigo e os bodes das ovelhas.

    Deusilan de Sousa, em plena fase de crescimento espiritual, mas, que já sentiu na carne, as dores e marcas de ter se convertido a Cristo, e ter decidido mante-se fiel ao seu evangelho.
    NELE que tudo permite para nosso crescimento, e pelo seu Espírito nos une em comunhão, e nos consola das formas mais inesperadas.

    Deus em Cristo te renove as forças todos os dias e jamais removas de ti a coragem, o zelo e o ímpeto para pregar a Verdade.

    ResponderExcluir