terça-feira, 12 de julho de 2011

UMA PALAVRA AOS CÔNJUGES

“Vos maridos, amai a vossa mulher” (Cl 3.19). O texto citado enfatiza o amor que o marido deve dedicar à sua esposa. Onde não há amor, o marido pode abusar de sua autoridade, levando a esposa a sofrer e até ao complexo de inferioridade, conduzindo-a a aflições e amarguras.
É o amor a base peculiar das afeições, da confiança e da fidelidade (Ef 5.25; 1Pe 3.7). As esposas precisam ser amadas e tratadas com carinho, pois são sensíveis aos motivos. O marido precisa reconfirmar o seu amor por sua esposa, faça isso cada dia. Reforce a sua fidelidade à sua esposa com ações não apenas com palavras.
É o amor que o marido dedica à esposa que compensa a submissão que ele exige dela. À medida que a mulher se sente amada, submete-se ao marido como recompensa desse amor. Esta deve está presa ao marido não pelo temor ou ameaças, mas pelo amor e por sua gentileza.
Às mulheres, a Palavra de Deus recomenda: “amarem seus maridos” (Tt 2.4). Por amor a esposa sábia se submete alegremente ao marido. Por amor cuida dele com delicadeza e respeito. Por amor, o estima de modo distinto e lhe dedica todo o seu afeto sincero e leal. Por amor tudo faz para agradá-lo ajudando-o na administração do lar (Pv 12.4). A mulher sábia que realmente ama seu marido coopera com a harmonia do casamento, entregando-se ao esposo com carinho e prazer.
Havendo amor mútuo e respeito entre os cônjuges, o casamento terá alicerces e permanecerá até que a morte os separe. Este é o desejo de Deus para a vida do casal. Que o Senhor tenha misericórdia dos cônjuges.

Pr. Nonato Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário