terça-feira, 24 de maio de 2011

REVESTI-VOS DE TODA A ARMADURA DE DEUS (02)

Cingidos com a Verdade
“Portanto, estejam preparados. Usem a verdade como cinturão...” (Ef 6.14; NTLH).


Um guerreiro dos tempos antigos era cingido com um cinturão ou cinto, que tinha a finalidade de segurar a túnica bem como as demais partes da armadura do soldado para que esta permanecesse presa durante a luta, ajudando também a proteger e dar liberdade de ação ao corpo. Era, portanto, na armadura do soldado, um item de suma importância.
Na luta espiritual, a verdade compõe com extraordinária precisão a armadura de Deus. 
Por verdade, entende-se a sinceridade no nosso íntimo, a remoção de toda espécie de engano e hipocrisia. Em um conflito espiritual contra Satanás, não há lugar para uma vida dúbia, falsidades, mentiras. Na guerra espiritual devemos está cingidos pela verdade no falar e comportamento. Quando se deixa dominar pela falsidade ou ainda pela falta de integridade, o cristão se expõe diretamente ao inimigo e seus sutis ataques, estando sujeito ao fracasso total. Pertencemos à verdade, andamos na verdade e precisamos ter uma consciência pura diante de Deus e dos homens (At 24.16).
Um viver dúbio, hipócrita, falso, fingido, leviano, de erros, certamente levará a pessoa ao fracasso, pois, tais comportamentos, certamente, destruirão as forças espirituais dos crentes na batalha contra o pecado e o diabo. Estejamos certos, que não haverá “genuína força de caráter sem sinceridade e honestidade”.
A verdade continua sendo característica importante na vida daqueles que servem a Deus, além de ser predicativo preponderante na vida dos que lideram o povo de Deus. Não se consegue conceber um líder que não fale, viva e se comporte dentro da verdade. A desonestidade a cobiça e amor ao dinheiro não deve, repito, fazer parte da vida daqueles que estão a liderar o povo de Deus (Ex 18.21).
O cristão é salvo pela verdade (Jo 14.6), além de ser gerado pela palavra da verdade (Tg 1.18). Todo cristão compromissado com a Palavra de Deus deve se deixar dominar pela verdade, andar na verdade e falar a verdade (3Jo v.4; Ef 4.25).
É vivendo na verdade que vencemos Satanás, o pai da mentira (Jo 8.44). Diante da verdade, a mentira não pode subsistir. Viver, andar e falar a verdade deve ser o lema de todo aquele que almeja chegar ao céu (Sl 15.1-5).
A ênfase principal de Paulo acerca do assunto é que “o armamento básico da Igreja para a batalha espiritual é a integridade (de caráter) e uma vida (conduta) justa, e que essas qualidades são eficientes porque ostentam o selo de Jesus e da nova criação que Ele nos trouxe”.
“Por amor da verdade que está em nós e para sempre estará conosco” (2Jo 2).


Pr. Nonato Souza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário