quinta-feira, 22 de julho de 2010

VENCENDO OS GIGANTES


O texto de Números 13.33 nos mostra a existência de gigantes à nossa frente sempre com objetivo de nos impedir chegar ao nosso destino. Meditemos sobre o assunto.
Mesmo quando Deus nos faz promessas não estamos isentos de termos problemas. As lutas e dificuldades da vida nos servem para o crescimento e maturidade espiritual. A nossa vida é rodeada de gigantes. Gigantes que nos cercam de todos os lados tentando nos destruir, arrefecer o nosso ânimo ou até mesmo tirar a nossa força. Temos promessa da parte de Deus de uma cidade onde vamos habitar. O escritor bíblico nos diz: “a nossa cidade está nos céus”, e certamente é para lá que vamos. Eu não tenho dúvidas que temos um alvo. Paulo disse: “sigo para o alvo”. Temos a promessa da parte de Deus, o que nos trás convicção. Estamos indo para o céu, porém em nosso caminho, assim como no caminho de Israel surgem obstáculos, muralhas, gigantes. A dureza da vida espiritual muitas vezes nos que levar a pensar em desistir. Há os desanimados, que tentam a todo custo nos desanimar, o que vamos fazer com os gigantes espirituais que surgem em nossa frente? Vamos vencê-los, ou simplesmente entregar-nos e sermos derrotados? Deus que nos salvou espera de nossa parte uma atitude, atitude de fé, coragem, ânimo, determinação, pois tudo o que Deus colocou em nossas mãos, ele espera reavê-los um dia. Em nossa jornada em direção à terra de Canaã, existem gigantes. Esta é uma verdade que devemos está atentos.

1. “Envia homens que espiem a terra” (Nm 13.1).
1.1 Deus dar ordem a Moisés para espiar a terra (v.2a);
1.2 Os espias eram líderes escolhidos de cada tribo (v.2b);
1.3 Objetivava Moisés ver o estado da terra, se era boa ou má, grossa ou magra, se havia árvores ou não (v.18,19,20);
1.4 Ver também o povo que nela habitava; se forte ou fraco, se pouco ou muito (v.18);
1.5 E ainda as cidades em que habitam, se em arraias, se em fortalezas (v.19).

2. Os espias observam a terra.
2.1 Os homens que foram a espiar a terra começaram desde o deserto de Zim até Reobe à entrada de Hamate (v. 21);
2.2 Em Hebron encontraram gigantes filhos de Enaque (v.22);
2.3 Vieram ao vale de Escol, de onde cortaram um ramo de vide com um cacho de uvas, o qual fora trazido por dois homens (v.23);
2.4 Ao cabo de 40 dias, voltaram de espiar a terra (v. 25).

3. Um relatório negativo de 10 homens sem fé é trazido a Moisés e a toda a congregação de Israel (v. 26).
3.1 Eles disseram: “fomos à terra a que nos enviastes; e, verdadeiramente mana leite e mel, e este é o fruto (v.27);
3.2 “O povo, porém, que habita nessa terra é poderoso, e as cidades fortes e mui grandes; e também vimos ali os filhos de Enaque (v.28);
3.3 “Não poderemos subir contra aquele povo, porque é mais forte do que nós (v.31);
3.4 “a terra, pelo meio da qual passamos a espiar, é terra que consome os seus moradores; e todo povo que vimos no meio dela são homens de grande estatura” (v. 32);
3.5 Diz o texto bíblico que estes homens infamaram a terra perante os filhos de Israel. E “levantou-se toda congregação, e alçaram a sua voz; e o povo chorou naquela mesma noite. E todos os filhos de Israel murmuraram contra Moisés e contra Arão. E diz o texto que desejaram voltar ao Egito (v. 3,4);
3.6 “Então, Moisés e Arão caíram sobre os seus rostos perante todo o ajuntamento dos filhos de Israel (v. 5).

4. Um relatório positivo de dois homes de fé é trazido a Moisés e a toda congregação de Israel.
4.1 Calebe: “Então, Calebe fez calar o povo perante Moisés e disse: Subamos animosamente e possuamo-la em herança; porque,certamente, prevaleceremos contra ela (v.30);
4.2 Josué e Calebe: “A terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra muito boa. Se o Senhor se agradar de nós, então, nos porá nesta terra, terra que mana leite e mel (vv. 7,8);
4.3 Josué e Calebe: “Tão somente não sejais rebeldes contra o Senhor e não temais o povo desta terra, porquanto são eles nosso pão; retirou-se deles o seu amparo, e o senhor é conosco; não os temais (v. 9);
4.4 Não tendo a congregação dado ouvidos à voz de Josué Calebe, levantaram pedras para os apedrejarem; porém a glória do Senhor apareceu a todos os filhos de Israel (v.10);
4.5 Deus, então, lhes dar sentença, que nenhum dos que murmuraram entrarão na terra, exceto Josué e Calebe, estes não murmuraram, todos os demais morreriam no deserto (v. 33).

5. Nem sempre as melhores coisas que queremos alcançar são as mais fáceis.
5.1 A terra de Canaã foi dada de forma graciosa a Israel (Ex 3.8);
5.2 Era uma terra boa que mana leite e mel (Ex 3.8);
5.3 Ao espiar a terra viram que a mesma estava cheia de problemas. “O povo poderoso, cidades fortes, terra que consome seus moradores, homens de grande estatura”.
5.4 Havia gigantes na terra, e esta precisava ser conquistada. O que fazer?

6. A vida espiritual é uma conquista tal qual a de Canaã.
6.1 As bênçãos de Deus estão dispensadas à nossa disposição gratuitamente. “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo” (Ef 1.3);
6.2 Só que descobrimos que em nosso caminho também surgem gigantes espirituais que tentam de todas as formas atrapalhar a nossa caminhada;
6.3 Cada crente deve está preparado, como Josué e Calebe para vencer os gigantes (Nm 13.30; 14.9);

7. Ao espiar a terra descobriram que havia ali 3 gigantes filhos de Enaque.
7.1 Os seus nomes: Aimã, Sesai e Talmai. Esses gigantes assustaram os filhos de Israel (Nm 13.22);
7.2 Sabemos que existe uma família de gigantes que perseguem os crentes diuturnamente, tentando levá-los ao fracasso espiritual. O Diabo, Mundo e a Carne;
7.2.1 Diabo – é o pai dos gigantes. Todo momento ele quer ver o nosso fracasso. Trabalha diuturnamente para nos fazer viver na prática do pecado;
7.2.2 Mundo – Este gigante quer nos proporcionar tudo quando é entretenimento, outras práticas que o sistema pecaminoso chamado kosmos nos oferece para nos distanciarmos de Deus;
7.2.3 Carne – Este gigante nos quer levar a toda sorte de práticas imorais, impurezas, etc., fazendo-nos fracassar totalmente em nossa caminhada cristã.

8. Como podemos vencer esses gigantes?
8.1 Satanás – Vencemos Satanás com o poder da Palavra (Mt 4. “Está escrito....);
8.2 Mundo – Vencemos o mundo com a nossa fé. “... e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (1Jo 5.4);
8.3 Carne - Vencemos a carne com uma vida cheia do Espírito Santo. “andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne” (Gl 5.16).

Conclusão: Gigantes sempre surgirão em nossa carreira cristã. Temos da parte do Senhor a recomendação para sempre olharmos para frente, onde está nossa vitória. Precisamos ser capazes de, no Senhor vencer os gigantes que nos tentam destruir. Podemos dizer como Josué e Calebe: “...são eles nosso pão; retirou-se deles o seu amparo, e o Senhor é conosco; não os temais” (Nm 14.9b).
Pr. Nonato Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário