terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

AVIVAMENTO, NECESSIDADE ATUAL (3/3)



Por Nonato Souza

Ouvi, Senhor, a tua palavra e temi; aviva, ó Senhor, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos a notifica; na ira lembra-te da misericórdia (Hc 3.2).

Este é o terceiro ensaio sobre este importante tema "Avivamento, necessidade atual". Pretendo para por aqui.

Estou plenamente consciente que o que se vê no meio cristão evangélico acaba trazendo grande dificuldade quando se quer analisar as implicações de um avivamento em nossos dias. “Primeiro porque não temos uma ‘teologia de avivamento’ que aborde de modo sério nossa realidade. Segundo porque o termo avivamento soa na cabeça de muitos com significados variados e até contraditórios, que chega a obscurecer a nossa visão ao tentarmos enfocar a ação da igreja em meio à sociedade”.

Alguns chegam a firmar que a igreja brasileira vive um avivamento na atualidade. Sabe-se, no entanto, que ainda não estamos experimentando um avivamento, no sentido lato da palavra. Na verdade, o que experimentamos são manifestações esporádicas do Espírito. Temos muito movimento, mas pouco do mover de Deus neste momento. O teólogo Gilberto falando sobre o assunto diz: “O avivamento espiritual, como no princípio, é uma necessidade em nossos dias. Hoje, muitas igrejas pensam está experimentando um reavivamento, quando, na verdade, tudo não passa de inovação, misticismo, falsificação e mudanças injustificáveis na liturgia do culto, etc.” (Verdades Pentecostais, pg. 85).

A Necessidade de um Avivamento Hoje.

Sem dúvida alguma, necessitamos de um avivamento, um avivamento genuíno. O estado espiritual de muitos crentes, e porque não dizer, o estado espiritual da própria igreja hoje, indica que temos razões de sobra para esta necessidade.

Charles Finney, nos indica sete princípios que nos mostram com clareza quando há necessidade de um avivamento:

a) Quando há dissensão, invejas e falsos testemunhos entre os crentes;
b) Quando o Espírito de mundanismo está na igreja;
c) Quando há necessidade de amor fraterno e confiança cristã entre os líderes eclesiásticos;
d) Quando fica patente que os membros da igreja estão caindo em pecados escandalosos e grosseiros;
e) Quando impera o espírito de controvérsia, que inibe a unidade do corpo de Cristo;
f) Quando o ímpio triunfa e escarnece da igreja
g) Quando os pecadores vivem estúpida e abertamente em seus pecados sem serem incomodados pela pregação ardente do evangelho.

Para Finney a Igreja tem que ser reformadora do mundo, antes, porém, ela precisava reformar a si mesma, para que possa impactar o mundo à sua volta.

As necessidades de um avivamento hoje são alarmantes, chega até a causar espanto. A igreja atual tem desafios inimagináveis. Um exemplo claro desta critica situação instalada em nosso meio, é o fato de não conseguirmos cumprir nossa missão integral, o avivamento seria a solução para esta questão.

Um avivamento hoje na igreja brasileira trará sem dúvida, maior crescimento de evangélicos em nosso país. Principalmente evangélicos compromissados com a Palavra de Deus. Uma nação que está moralmente e eticamente apodrecida será tocada profundamente pelo poder da Palavra pregada. A luz do evangelho voltará a brilhar no seu maior fulgor, voltará a resplandecer, e as trevas do desespero, que está por toda parte desaparecerá.

A Igreja voltará a influenciar essa sociedade que se encontra decadente. O testemunho dos cristãos terá maior credibilidade, não são poucos os que não querem fazer negócios com crentes, ressalvados aqui os que zelam pelo bom nome do evangelho.

Doenças e enfermidades que se tem tornado avassaladoras dentro de nossas igrejas, os problemas insolúveis que nos atingem, o número de divórcios que tem aumentado entre os evangélicos, intrigas entre os irmãos, disputas denominacionais, o pecado que tem se tornado um estilo de vida para não poucas pessoas, a diferença entre os que servem a Deus e os que não servem, etc., são motivos que nos impulsionam a clamar por um avivamento urgente. Que Deus tenha misericórdia de nós.

“O avivamento é necessário, os elementos substanciais que podem liberar a ação de Deus estão em primeiro plano na Palavra de Deus. Por ela somos beneficiados à medida que reconhecemos o que ela representa para nós. Quando desprezamos a Palavra de Deus, perdemos a visão dos nossos deveres e responsabilidades para com a causa de Cristo. Perdemos de vista as ricas bênçãos que Deus tem para nós e ficamos sem incentivo para crer e agir em prol do avivamento. Em segundo plano, está a oração que faz parte da normalidade da vida do povo de Deus (2Cr 7.14). O arrependimento sincero, a confissão de pecados, o abandono dos padrões de anti-vida, e compromisso com os elevados padrões de Deus, demonstração de poder pelo Espírito Santo (At 1.8), a operação dos dons de serviço, num maior envolvimento de todo o corpo de Cristo, são fatores importantes e fundamentais para o avivamento que precisamos”.

Conclusão:

Concluo o assunto citando Claudionor de Andrade, no seu livro: Fundamentos Bíblicos de um Autêntico Avivamento, exatamente porque o que é citado retrata o verdadeiro avivamento:

“O verdadeiro avivamento tem a Bíblia sagrada como a inspirada, infalível, inerrante e completa Palavra de Deus. O verdadeiro avivamento não admite qualquer outra revelação que venha contrariar as Sagradas Escrituras, pois estas são soberanas e irrecorríveis. O verdadeiro avivamento prima pela ortodoxia bíblica e pela sã doutrina. O verdadeiro avivamento é espiritual, mas não admite o misticismo herético e apóstata que, sob a capa da humildade, busca desviar os fiéis das recomendações dos profetas do Antigo Testamento e dos apóstolos do Novo testamento. O verdadeiro avivamento prega o Evangelho completo de nosso Senhor Jesus, anunciando que Jesus salva, batiza no Espírito Santo, cura os enfermos, opera maravilhas e que, em breve, haverá de nos buscar, a fim de que estejamos para sempre ao seu lado. O verdadeiro avivamento enfatiza a salvação pela graça através do sacrifício vicário do Filho de Deus. O verdadeiro avivamento é pentecostal; realça a atualidade do batismo no Espírito Santo e dos dons espirituais. O verdadeiro avivamento tem o firme compromisso com o imperioso ide de nosso Senhor Jesus Cristo, por isto não poupa recursos humanos e financeiros na evangelização local, nacional e transcultural. O verdadeiro avivamento acredita na necessidade e na possibilidade de todos os crentes viverem uma vida de santidade e inteira consagração a Deus. O verdadeiro avivamento é intercessor. Leva os crentes a rogar ao Pai Celeste por aqueles que ainda não foram alcançados pelo Evangelho. O verdadeiro avivamento estimula os crentes a viverem como irmãos e a amar uns aos outros como Cristo nos amou e por nós se entregou. Enfim, o verdadeiro avivamento leva os fiéis a devotar um amor incondicional pelo Senhor Jesus Cristo, e ansiar por sua volta gloriosa – nossa bendita esperança".

O verdadeiro avivamento passa por esse caminho.

"Aviva, ó Senhor, a tua obra!


Um comentário:

  1. Saudações em Cristo...

    Cremos que Deus fará sua intervenção na igreja no mundo e em nosso país.Varrerá com justiça a sujeira infiltrada em nossos "arraias", dobrará homens ante a Sua Santidade, esmagará aqueles cujas bases não estão firmadas na Rocha que é Cristo.Cremos e clamamos por um despertar, por uma verdadeira sacudida de Deus em sua igreja.Existem ainda muitos "sete mil joelhos e lábios separados", sim existem homens e mulheres a clamar, a lançar aos pés da Cruz a condição deplorável de sal insípido e candeeiro colocado debaixo da cama". Acredite, Deus pelo seu Espírito acordará sua igreja, nos fará retornar, nos fará gerar fruto dígnos de arrependimento, sacrifícios espirituais, cultos racionais e fervorosos. Voltaremos a ter paixão pelas almas, seremos capazes de nos desprender dos "embaraços desta vida". Deus avivará sua igreja, em tempos "difíceis" mornidão e frieza,o "pavio que ainda fumega será soprado e emendada será cana quebrada"___ Ainda existe esperança, essa esperança é Jesus, o qual não nos deixou órfãos.O Espírito aqueçerá nossos corações, inflamará homens e mulheres, jovens e meninos e nos fará viver e andar Nele. Oremos com fervor e tremor, com angustiante súplica para que a igreja de Jesus seja avivada, transformada e assim incedeie o mundo ao seu redor, começando em nossas casas, nossa vizinhança, nossa cidade, e por fim os confins da terra. Saudades de uma pregação que nos faça tremer diante do DEUS vivo, que é amor pautado na justiça, por isso é fogo consumidor. Temos orado pela sua pessoa, temos orado.

    ResponderExcluir