terça-feira, 27 de outubro de 2009

32ª AGO DA COMADEBG ACONTECE DEBAIXO DE MUITA GRAÇA E UNÇÃO DE DEUS


Nos dias 23,24,25 de outubro de 2009, obreiros da Convenção dos Ministros das Assembléias de Deus de Brasília e Goiás, reuniram-se no Templo sede da Igreja Assembleia de Deus de Brasília em Taguainga (DF), em Assembléia Ordinária sob a presidência do pastor Orcival Pereira Xavier, para tratar de assuntos relacionados ao reino de Deus.
O tema escolhido para o conclave foi: “O obreiro e a disciplina cristã. Que foi trabalhado objetivamente em todas as preleções. O evento teve início com abertura na sexta feira, e participação de obreiros da região do Distrito Federal, Goiás, Tocantins, Pará, Maranhão, Minas Gerais, São Paulo, etc. Foram dias abençoados e momentos inesquecíveis, onde a mão de Deus esteve estendida poderosamente sobre todos, nos três dias do referido evento.
Ministrou a Palavra de Deus, pastor Naum, presidente Assembléia de Deus em Araguaína (To) que falou no texto de Habacuque 3.2, enfatizando sobre a urgente necessidade de um poderoso avivamento, como arma para vencer todas as barreiras que se tem apresentado à frente da igreja. Pastor Nonato Souza, Assembléia de Deus de Brasília em Brazlândia (DF), enfatizou sobre o tema: “O obreiro e a disciplina cristã na liturgia do culto”, dando ênfase à necessidade que temos de oferecer ao nosso povo uma liturgia mais viva, onde as pessoas possam se envolver e ser envolvidas. Havendo, ainda, o cuidado com os exageros, extravagâncias e erros litúrgicos, sem, contudo, tirar a liberdade de ação do Espírito Santo, pois esta é a marca do movimento pentecostal. Pastor Tuguival, presidente Assembléia de Deus no Pará, abordou o tema: “O obreiro e a disciplina cristã do jejum”. Convocando a todos à prática do jejum e oração, como arma poderosa para vencer qualquer batalha. Disse “que muitos obreiros já abandonaram a prática do jejum espiritual a oração e leitura meditativa na Palavra de Deus, tendo uma vida de fraquezas e fracassos. Pastor José Antonio dos Santos, presidente Assembléia de Deus Maceió (AL), sobre: “O obreiro e a disciplina cristã da oração”. Dando exemplos de sua própria vida de oração, o pastor José Antonio (tratado carinhosamente como: pastor Neco), deu ênfase à necessidade que temos de orar em quaisquer que sejam as circunstâncias, pois Deus é poderoso para atender aos nossos clamores. Afirmou o abnegado pastor.
No sábado e domingo tivemos consagração de novos obreiros. O culto de encerramento foi cheio da presença gloriosa de Deus. Pastor José Antonio nos ministrou substanciosa mensagem, trazendo muita alegria e graça ao coração dos presentes. O evento teve ainda a participação de cantores e conjuntos locais e dos estados da nossa federação. Fomos edificados e vimos mais uma vez, à mão de Deus estendida sobre nós.
Pr. Nonato Souza.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

CULTO DEPARTAMENTO INFANTIL - VILA SÃO JOSÉ – SETOR VII


A UCADEB – União de Crianças das Assembléias de Deus de Brasília reuniu-se em culto de adoração e louvor a Deus no Templo sede da referida igreja, sob a coordenação da tia Elinete Portela e equipe. O culto transcorreu em ritmo de festa com a participação do pastor Edson de Souza e equipe que fizeram apresentações de fantoches e outros.
A UCADEB local realiza esse trabalho mensalmente, o tem trazido um grande crescimento ao departamento na igreja. Na realização do referido evento, vidas têm se convertido ao Senhor Jesus , trazendo despertamento à igreja local. Parabéns às nossas crianças e à liderança. Que a bênção de Deus esteja sobre vocês.

ANIVERSÁRIO ELINETE PORTELA DOS SANTOS


No dia 14 de outubro no Templo sede da Igreja Assembléia de Deus de Brasília em Brazlândia, a UFADEB (União Feminina das Assembléias de Deus de Brasilia), juntamente com a igreja, comemorou com muita alegria o aniversário da irmã Elinete Portela.
Na oportunidade também foi dado ênfase aos 25 anos de casados do pastor Nonato Souza e Elinete Portela dos Santos. O evento se realizou em clima festivo. O referido evento teve a participação da irmã Aparecida Farias (Coordenadora geral da UFADEB) pastores locais e membros. Na oportunidade, foi lembrado o exemplo de vida cristã que o casal tem deixado no seio comunidade, além do denodado trabalho prestado no Reino de Deus.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

ABORRECENDO O MAL E APEGANDO-SE AO BEM


O texto bíblico nos orienta: “Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem” (Rm 12.9). Não é o bastante que o homem ame a justiça é necessário também que aborreça o que é mal. O maior, exemplo, temos no Senhor Jesus. Ele não somente amou a justiça e aborreceu o que é mal, mas demonstrou ambos com igual intensidade. O amor que temos depositado em nosso coração levar-nos-á a repelir o que é mal e nos levará ao apego do bem. Quando o homem ama a Deus, não estará satisfeito apenas em agradá-lo fazendo o bem, mas terá dentro de si algo da atitude de Deus para com o mal, reconhecendo quão destruidora força é o mal, lutando sempre contra os interesses da alma. Quando amamos verdadeiramente nosso semelhante, não iremos fazer absolutamente nada que venha trazer prejuízo a este, tendo convicção do que está escrito: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”, e que este amor não pratica o mal contra o próximo. Deteste sempre o mal, tenha repulsa a todos os atos e ações que estejam relacionados com o mal, se assim fizermos com todas as nossas forças, só nos restará o caminho de fugir para o bem, apegando-nos ao mesmo. O amor verdadeiro se origina quando repelimos toda forma de mal e nos apegamos ao bem, sendo este bem praticado não por formas egoístas que é próprio do ser humano sem Deus. O amor é um bem inerente, e, por sua própria natureza, repele o mal. Quando amamos de verdade nos apegamos ao bem e fugimos para o bem. Sejamos pessoas apegadas ao bem e, detestemos o mal. Lembre-se: Nos evangelhos o amor é um princípio moral, e semelhante a Cristo, o qual é o único exemplo perfeito de amor e que nunca tolerou o mal.

Pr. Nonato Sousa.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

CREIA QUE DEUS EXISTE


“Ora, sem fé é impossível agradar-lhe, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que é galardoador dos que o buscam” (Hb 11.6). A fé em Deus envolve acima de tudo a crença de que Ele é o “Rei dos séculos, imortal, invisível, o único Deus” (1Tm 1.17). Um Deus que cuida de nós. A fé envolve crer e confiar em Deus de acordo com a sua Palavra e promessas, resultando em uma confiança nas “coisas que se esperam” (Hb 11.1). Devemos crer que Deus existe e que pode nos galardoar quando, com sinceridade, o buscamos. Ele é capaz de nos alegrar, consolar e ajudar, em meio às turbulências da vida. Ele existe, e sabemos disso. Não estamos falando assim para tentar provar a existência de Deus, pois em nenhum momento a Bíblia se interessa em expor argumentos que objetivem provar a existência de Deus, antes, essa é sempre reputada como um fato auto-evidente e revelador, e não é este o propósito do texto acima. A fé em Deus nos habilita a confiar no seu caráter quando tivermos passando por circunstâncias adversas e severas. Quanto mais próximo estivermos de Deus, e mais íntimo for o nosso relacionamento com Ele, mais forte será a nossa fé quando as borrascas da vida se abaterem sobre nós. Busque a Deus com todas as tuas forças e diligência, desejando ansiosamente sua presença e graça, e Ele será contigo. “Irá a minha presença contigo para te fazer descansar” (Dt 34.14). Esta é a palavra do Senhor para nós.

Pr. Nonato Souza.

DEIXANDO DEUS CUIDAR DE NÓS


“Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós” (1Pe 5.7). A ansiedade é um estado de vida que tem causado muitos prejuízos às pessoas. Debaixo do sofrimento, os homens têm uma tendência de limitar sua mente ao sofrimento deixando-se dominar pelo mistério da vida que não os levará a nada, a não ser à ansiedade e angústia. A solução para os problemas da ansiedade, que nada mais é que um estado emocional angustiante, é olharmos para Cristo que é capaz de cuidar de nós, e nos garantir a vitória final. Os sofrimentos, dores, preocupações do dia a dia, etc., não nos sufocarão, nem nos deixarão perplexos, quando os depositamos aos pés do Senhor Jesus. A orientação para vencermos este tipo de estado solícito vem do próprio Senhor: “Por isso vos digo: Não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu; não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros, e, contudo, o vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? Qual de vós poderá, com as suas preocupações, acrescentar uma única hora ao curso da sua vida? Quanto ao vestuário, porque andais ansiosos? Observai como crescem os lírios do campo. Eles: não trabalham nem fiam. E, porém, vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles. Se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, não vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé? Portanto, não andeis ansiosos, dizendo: Que comeremos? Que beberemos? Ou: Com que nos vestiremos? Pois os gentios procuram todas essas coisas. De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas elas. Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Portanto, não andeis ansiosos pelo dia de amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo. Basta a cada dia o seu próprio mal” (Mt 6.25-34). Estas palavras são promessas a todos os servos de Deus neste tempo de grandes dificuldades, aflições e incertezas. Não devemos está preocupados, porque Deus tomará as providências para que tudo seja suprido no momento certo. Façamos a nossa parte neste mister e descansemos, o restante das coisas Ele assumirá o controle. Ao ler este devocional, confie no Senhor e entregue a Ele o seu caminho, e, saiba, Ele cuida de nós (1Pe 5.7).

Pr. Nonato Souza.